MENU

Orgulho da população, São Bernardo dá show na arquibancada

Orgulho da população, São Bernardo dá show na arquibancada

Atualizado: Terça-feira, 1 Fevereiro de 2011 as 9:39

Recém-promovido à elite paulista, o São Bernardo está longe de ter um bom desempenho na tabela de classificação. É apenas o 14º. Mas nas arquibancadas a história é bem diferente. Depois de cinco rodadas, o Tigre tem o segundo melhor público total, com 34.258 pagantes. Perde apenas para o Corinthians (37.915).

É verdade que o Timão fez apenas dois jogos como mandante no Pacaembu (Lusa e Noroeste), enquanto o São Bernardo fez três (Grêmio Prudente, Oeste e Corinthians). Mas nesses jogos, a equipe do ABC paulista viu o acanhado e charmoso estádio Primeiro de Maio repleto de orgulhosos são bernardenses.

- São Bernardo respira futebol. O time na elite serviu para ir ao encontro do orgulho são bernardense. Incomodava os nossos vizinhos (Santo André e São Caetano do Sul), que nem têm tanta relação com o futebol como nós, terem clubes na primeira divisão e nós não – disse o presidente Luiz Fernando Teixeira.

Com apenas seis anos de existência, é claro que o Tigre tem de dividir a paixão dos seus torcedores com os clubes grandes, como Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Mas a diretoria do caçula do Paulistão trabalha para manter a boa média de público do time no estádio Primeiro de Maio, com capacidade para 17 mil pessoas.

- Nós temos um plano de mídia muito amplo. Temos o projeto de sócio torcedor, temos parcerias com empresas da região, temos o “Projeto Tigrinho”, para caçar talentos entre os garotos. São mais de seis mil crianças envolvidas. Além disso, nós vendemos pacotes fechados de todos os jogos para parceiros – explicouTeixeira.

Com quase 800 mil habitantes, São Bernardo do Campo é uma das cidades mais importantes do estado de São Paulo. A prefeitura mantém atualmente 38 campos de futebol na periferia. O município tem também a maior liga de futebol amador do país, com 91 equipes associadas. Sem contar os inúmeros espaços particulares.

O futebol, portanto, já fazia parte da rotina de São Bernardo, mas ainda faltava a cereja no bolo: um time na primeira divisão. Uma opção forte para torcer.

- Sou torcedor do Corinthians, mas estou aqui para torcer pelo São Bernardo hoje. É um orgulho para cidade ter um time na primeira divisão. Ter um estádio para ver jogos bons aqui é interessante, porque aqui dificilmente tem problema de violência – comentou o estudante Rodrigo Della Barba, de 19 anos.

No último domingo, no empate por 2 a 2 com o Corinthians, os simpatizantes do São Bernardo foram maioria. É claro que alvinegros estavam infiltrados no espaço destinado aos fãs do Tigre, mas bem menos do que se vê em outras ocasiões. O número de crianças e mulheres também impressionou.

- É uma boa opção para trazer a criançada no estádio. Às vezes é complicado para quem é de São Bernardo levar as crianças para São Paulo ver jogo. Muitas vezes tem confusão, briga. Aqui é mais tranquilo – disse Claudio Paradinha, de 56 anos.

Com bandeirinhas em mãos e vestidos de amarelo e preto, os inúmeros fãs do São Bernardo fizeram uma bonita festa contra o Corinthians. E tiveram como convidado ilustre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ganhou destaque como sindicalista e político nos comícios que fazia no estádio Primeiro de Maio.

Mas mais do que isso, o que vale para o morador da cidade do ABC paulista é o orgulho de morar nela. E que parece estar acima das paixões pelos grandes.

- O legal de quem mora em São Bernardo é que bate no peito, com orgulho, e comemora ter um time na primeira divisão como se fosse um Mundial – finalizou o presidente do São Bernardo Futebol Clube, Luiz Fernando Teixeira.

Em cinco rodadas do Paulistão até aqui, o Tigre venceu o Grêmio Prudente na estreia, perdeu do São Paulo e do Oeste e empatou com Paulista e Corinthians. Com cinco pontos, a equipe aparece na 14ª colocação.

Por: Leandro Canônico

veja também