MENU

Paes: usar regra especial para obras de 2016 seria muita incompetência

Paes: usar regra especial para obras de 2016 seria muita incompetência

Atualizado: Quarta-feira, 17 Agosto de 2011 as 3:47

Eduardo Paes quer abrir mão do RDC

(Foto: André Coelho / Agência O Globo)

  O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse nesta quarta-feira em Brasília que pretende não utilizar o Regime Diferenciado de Contratações (RDC) para as obras das Olimpíadas de 2016. As regras foram criadas pelo governo federal com a intenção de acelerar as ações para os Jogos Olímpicos do Rio e para o Mundial de 2014, e já foram aprovados pelo Congresso.

- Eu nunca fui defensor do RDC e pretendo não lançar mão do RDC.

Segundo o prefeito, o prazo de cinco anos até o evento permite realizar as obras sem a necessidade de recorrer a emergências ou às normas simplificadas.

- Quanto mais tempo a gente demora a tomar as decisões, mais a gente precisa de emergências, de regime simplificado, de fugir de regras. As Olimpíadas são em 2016, cinco anos até lá. Se eu não conseguir fazer uma licitação até lá pelo regime normal... É porque é muita incompetência.

Mesmo assim, o prefeito reclamou da burocracia envolvida no andamento das obras públicas.

- Tem uma fase entre o "Ok, vou dar o dinheiro" e assinar o contrato e avançar que é muito tortuosa.

Paes garantiu ainda que a realização do Mundial e das Olimpíadas no Rio será segura. Na última semana, o sequestro de um ônibus e o assassinato de uma juíza ocuparam o noticiário carioca.

- A nossa preocupação para esses temas é com o dia a dia das pessoas antes, durante e depois dos jogos. O Rio tem experiência em fazer esses grandes eventos.            

veja também