MENU

Palco da terceira etapa, Velopark recebe elogios antes dos treinos e da corrida

Palco da terceira etapa, Velopark recebe elogios antes dos treinos e da corrida

Atualizado: Quinta-feira, 29 Abril de 2010 as 12

Um complexo automobilístico com uma área equivalente a 200 campos de futebol e uma mini-cidade, que conta com restaurantes e lojas. Esse é o Velopark, novo autódromo de Santa Rita, cidade a 30km de Porto Alegre, e palco da terceira etapa da Stock Car em 2010.

- Já dá para prever que a classificação no Velopark será a mais emocionante do ano. Afinal, teremos 34 pilotos que estão participando pela primeira vez de um GP neste circuito e terão que brigar por cada milésimo de segundo, já que o circuito tem metade do tamanho do que costumamos correr e reduzirá ainda mais a diferença do primeiro ao último colocado - previu o piloto Pedro Gomes.

Único piloto gaúcho na Stock Car em 2010, Cláudio Ricci comemorou a inauguração do quarto autódromo do Estado. Mesmo viajando muito por conta da categoria, o esportista de 38 anos mostra uma grande identificação com o povo sulista.

- Para nós gaúchos é um orgulho muito grande ver mais um autódromo inaugurado. E para mim é um momento especial por participar desta festa como o representante do Rio Grande do Sul na Stock Car - afirmou o piloto nascido em Passo Fundo.

Já Duda Pamplona não tem nenhum vínculo com o Estado do Rio Grande do Sul, mesmo assim o esportista carioca também fez questão de elogiar a estrutura do novo complexo automobilístico. A primeira experiência com o traçado aconteceu durante os treinos com o protótipo de uma nova categoria brasileira.

- O Velopark atual é uma pista pequena, mas muito prazerosa e tem um traçado realmente desafiador. Está muito bem-feita: tem um piso sem ondulações e é bem segura - elogiou.

Luciano Burti tem boas recordações do Rio Grande do Sul. Na temporada passada, o piloto ficou no lugar mais alto do pódio na corrida de despedida do Autódromo de Tarumã. Mesmo com esse passado vitorioso, o esportista mostra bom senso ao comentar a opção por Velopark.

- É uma pena perder um traçado como aquele, sentirei falta não apenas por ter vencido lá, mas por ser uma pista muito gostosa para pilotar. Mas em função da segurança acredito que a maioria dos pilotos prefere mesmo estar no Velopark - disse.

O piloto Thiago Marques, da equipe Mico's Racing, garantiu que os freios terão um desempenho muito importante durante a corrida, já que o novo circuito conta com duas retas e oito curvas. O automobilista paranaense comentou sobre a estratégia a ser adotada durante a prova.

- O asfalto é novo, o desgaste não deve ser grande, a pista é curta e deve ter muito tráfego, e o percurso para entrar e sair dos boxes é muito longo. Por isso, acredito que o que fará realmente a diferença é a hora certa de parar, não a quantidade de pneus a ser trocada. A ideia é perder o mínimo de tempo possível e tentar sair dos boxes sem tráfego - explicou.

Após a décima posição no circuito de Curitiba, segunda etapa do ano, Lico Kaesemodel mostra otimismo para a corrida de estreia de Nova Santa Rita no calendário da Stock Car. O paranaense faz questão de mostrar os pontos positivos de um novo circuito na categoria.

- Acho que o fato de ninguém conhecer a pista coloca todos no mesmo nível, pois todo mundo vai sair do zero, sem referências anteriores. Falei com alguns pilotos que já andaram lá e só ouvi elogios sobre o Velopark. Acho muito positivo para o automobilismo a criação de autódromos bem estruturados. Estamos carentes dessas pistas no Brasil - declarou.

O primeiro contato dos pilotos com o Autódromo de Velopark acontecerá nesta quinta-feira, dia 29, durante os treinos livres extras. Na sexta e no sábado, os esportistas ainda poderão se acostumarem um pouco mais com o novo traçado. No domingo, não haverá mais chances para 'estudos': a corrida oficial de Nova Santa Rita terá largada às 11h00.

veja também