MENU

Palmeiras bate Linense e encaminha classificação

Palmeiras bate Linense e encaminha classificação

Atualizado: Quinta-feira, 24 Março de 2011 as 8:18

Só uma catástrofe tira o Palmeiras da próxima fase do Campeonato Paulista. Jogando bem e contando com atuações destacadas de Lincoln e Patrik, o Verdão fez 3 a 0 no Linense com facilidade nesta quarta-feira, na Arena Barueri, e encaminhou a classificação para as quartas de final da competição (assista aos gols). Após mais de dois meses fora da equipe, Lincoln fez boas jogadas e deu duas assistências, para os dois gols de Patrik. Kleber fez o outro, de pênalti.

Com 32 pontos, o Palmeiras abre 12 de vantagem para o São Caetano, nono colocado, a quatro rodadas do fim do campeonato. Matematicamente, ainda há chance de o Azulão roubar a vaga alviverde, mas precisaria vencer seus quatro jogos restantes, torcer para o Palmeiras perder todos e ainda tirar um déficit de 18 gols de saldo. Ao Verdão, falta apenas um ponto para comemorar.

O Linense, enquanto isso, segue sua luta contra o rebaixamento. Com apenas 12 pontos, a equipe treinada por Pintado está cada vez mais perto de retornar à Série A-2.

O próximo duelo do Palmeiras será às 18h30m (de Brasília) de sábado, contra o Bragantino, no Canindé. Já a equipe de Lins enfrenta o Botafogo no domingo, também às 18h30m, fora de casa.

A escalação do técnico Luiz Felipe Scolari manteve a tendência dos últimos jogos: quando tem dois meias à disposição, ambos vão para o jogo. Assim foi com Patrik e Lincoln, que formaram a dupla de armadores na Arena Barueri. Outra mudança foi vista na presença de Rivaldo na lateral esquerda. Mais defensivo que Gabriel Silva, ele se resguardou e permitiu os avanços de Cicinho pela direita.

Depois de um início sonolento, o time de Felipão se soltou a partir dos 20 minutos e criou oportunidades. A falta de pontaria prejudicou num primeiro momento, em gols perdidos por Marcos Assunção e Kleber. Lincoln quase abriu o placar ao aproveitar rebote de um chute de Cicinho. Sozinho, o camisa 99 pegou de primeira na pequena área, mas a bola subiu demais.

No lance seguinte, o meia se redimiu. Aos 38, Lincoln deu passe de calcanhar para Patrik e desmontou a marcação do Linense. O garoto avançou sozinho pela intermediária e acertou uma bomba da entrada da área, no cantinho esquerdo: 1 a 0 Verdão.

Aí, o que faltou contra o São Caetano sobrou na Arena Barueri: poder de definição. Logo aos 42, após bom lançamento de Kleber, Adriano foi derrubado na área, e o árbitro Paulo Roberto de Sousa Júnior assinalou pênalti, gerando muita reclamação da equipe do interior. Na cobrança, Kleber bateu no meio do gol e fez 2 a 0. Jogo praticamente definido.

Outra reclamação do Linense veio em lance de Kleber com André Turatto. O Gladiador disputou no alto com o zagueiro rival e acabou acertando o rosto dele na subida. Ele levou cartão amarelo, mas os jogadores do time visitante queriam o vermelho.

Fácil, fácil

O segundo tempo parecia treino coletivo. O Palmeiras só atacando, e o Linense, preocupado em não levar uma goleada, postado na defesa. Serviu para o Verdão arriscar mais, tentar algo diferente, um lance fora do comum. Até Rivaldo se arriscou lá na frente e ensaiou algumas pedaladas antes de um cruzamento.

E mesmo com um ritmo mais lento, o Verdão chegou ao terceiro gol. Aos 15 minutos, a bola passou por todo mundo do ataque: Adriano, Kleber, Lincoln... até chegar aos pés de Patrik. O meia chutou sem força, de pé esquerdo, mas suficiente para deslocar o goleiro Matheus: 3 a 0 no placar.

Depois disso, pouco futebol e muita festa, até porque o Palmeiras não precisava mais se esforçar tanto. O grande vencedor da noite foi mesmo Lincoln. Ao ser substituído por Tinga, nos minutos finais, o camisa 99 saiu muito aplaudido pela torcida e teve seu nome gritado. Um cumprimento a Felipão encerrou a volta animadora do meia ao time.

Por Diego Ribeiro

veja também