MENU

Palmeiras confirma saída de Kleber: 'Não há mais volta'

Palmeiras confirma saída de Kleber: 'Não há mais volta'

Atualizado: Quinta-feira, 13 Outubro de 2011 as 3:33

Frizzo confirma: Kleber está fora do Palmeiras

(Foto: Julyana Travaglia / GLOBOESPORTE.COM)     O Palmeiras ratificou a decisão do técnico Luiz Felipe Scolari de afastar o atacante Kleber do elenco. No desembarque da delegação após o empate por 1 a 1 com o Flamengo, no Engenhão, o vice-presidente Roberto Frizzo confirmou que o Gladiador não faz mais parte dos planos do clube. Na tarde desta quinta-feira, uma reunião deve selar os próximos passos do caso: afastado, o atacante deve treinar separadamente enquanto negocia com outros clubes. Um dos clubes interessados nele é o rival Corinthians.

- Depois que alguém declara que não quer mais jogar aqui, o Palmeiras também não pode querer um jogador assim. Acho que não há mais volta. Acabamos de chegar, em meio a essa confusão, e vamos nos reunir para definir – destacou Frizzo.

- Não foi ele que declarou que não queria mais jogar? Então... – emendou.

Por volta das 11h desta quinta-feira, Kleber foi informado pelo gerente administrativo Sérgio do Prado, por telefone, de que não deve mais se apresentar na Academia de Futebol para treinar na tarde desta quinta-feira. A orientação é para que aguarde os desdobramentos de uma reunião entre a diretoria e seu representante, Giuseppe Dioguardi. O presidente do clube, Arnaldo Tirone, ainda deve ligar para conversar com o jogador.

A decisão pela saída do atacante serviu para reanimar a relação entre Felipão e Frizzo, que andava fria. No entanto, o vice-presidente não considera que o técnico foi um “vencedor” na disputa com Kleber. O Gladiador liderou uma corrente que não quis se concentrar para o jogo contra o Fla após o incidente envolvendo o volante João Vitor, que brigou com torcedores na tarde de terça-feira. Após um ultimato do jogador, todos foram para suas casas e só se encontraram no aeroporto, na manhã de quarta.

- A situação do Felipão está ótima, mas não tem essa de que ele saiu fortalecido. Temos de ser uma equipe, então não há favorecimento a A ou B – explicou o vice-presidente.

Kleber tinha amizades no grupo, e clube e comissão técnica chegaram a temer alguma manifestação contra a saída do atacante. No entanto, a boa atuação contra o Flamengo tranquilizou Roberto Frizzo.

- Não sei se os jogadores concordaram ou não com a situação, o que sei é que conversamos internamente e houve união. A reação foi vista em campo. Tivemos uma exibição superlativa contra o Flamengo – disse o dirigente.

O elenco se reapresenta no CT na tarde desta quinta, em atividade fechada para a imprensa. O volante João Vitor, que afirmou que prestaria esclarecimentos em entrevista coletiva, permanecerá calado por orientação do departamento jurídico.            

veja também