MENU

Palmeiras e Vasco empatam em jogo atrapalhado

Palmeiras e Vasco empatam em jogo atrapalhado

Atualizado: Segunda-feira, 17 Maio de 2010 as 7:08

Protestos de vascaínos, muitos passes errados, falta de criatividade e trapalhadas. Assim pode ser resumido boa parte do jogo entre Vasco e Palmeiras, em São Januário. Sobraram erros, faltaram os gols e a partida terminou 0 a 0.

Já antes do início da partida, os vascaínos já demonstraram insatisfação com o time e levaram faixas de protesto, pedindo a saída de Gaúcho e reforços de peso. Mas, assim que a bola rolou, parecia até que as reclamações ficariam para trás. Os minutos iniciais foram favoráveis ao time carioca. Logo aos 5 minutos, Nilton apareceu bem na área, mas cabeceou para fora.

O Palmeiras até buscava algumas jogadas em velocidade, mas seu principal articulador, Cleiton Xavier, sumiu do jogo. enquanto isso, o Vasco tentava jogadas pelos lados do campo, principalmente com Caique, que foi uma boa saída no primeiro tempo, e arremates de fora da área. Faltou precisão.

Faltavam os gols e a inspiração de ambos os times, mas sobrava erros de passes, principalmente na saída de bola, e até algumas trabalhadas. Primeiro, Dedé e Léo Gago, sozinhos, se enrolaram e trombaram no meio de campo. Depois, Marcos e Cleiton Xavier não se entenderam e a bola sobrou para Souza que, se tivesse um pouco mais de capricho, poderia abrir o placar antes do intervalo.

Para o segundo tempo, os erros e trapalhadas continuaram. Mas os times, pelo menos, voltaram apresentando uma disposição maior. E, mais uma vez, o Vasco se mostrou superior. Aos 8 minutos, Elton quase marcou após bela tabela com Caique. Quatro minutos depois, o camisa 9 fez bela jogada pela esquerda e toco para Souza, que chutou fraco. Marcos defendeu com facilidade.

Aos 18 minutos, Gaúcho resolveu dar mais ofensividade ao time, colocando Magno e Rafael Carioca nos lugares de Nilton e Souza. Mas, dois minutos depois, o Vasco tomou um grande susto. Cleiton Xavier disputou bola na entrada da área, chutou e quase abriu o placar. Pouco tempo depois, aos 26, Robert também acertou um chute perigoso após bela troca de passes.

Na reta final do jogo, o Vasco caiu de produção e o Palmeiras chegou a pressionar, mas sem muito perigo. Antônio Carlos fez a primeira mudança no time aos 33, colocando Bruno Paulo no lugar de Ewerthon. A alteração deixou o ataque mais veloz. Além disso, Cleiton Xavier, enfim, começou a ser mais participativo.

Zago ainda colocou Marquinhos em campo. O Palmeiras não deu mais espaços para o Vasco nos minutos finais. Mas parava em suas próprias deficiências. Com tantos erros, trapalhadas e vaias, não foi surpresa para ninguém o resultado final do jogo: 0 a 0 em São Januário.

Ficha Técnica:

VASCO 0X0 PALMEIRAS

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)

Data/hora: 16/5/2010 - 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)

Renda e público: R$ 177.180 - 8.765 pagantes

Cartões amarelos: Nilton, Jumar (VAS) Armero (PAL)

VASCO: Fernando Prass; Jumar, Dedé, Thiago Martinelli e Ramon; Nilton (Magno 18' 1ºT), Souza (Rafael Carioca 18' 1ºT), Léo Gago e Philippe Coutinho; Caique (Rafael Coelho 29' 2ºT) e Elton. Técnico: Gaúcho.

PALMEIRAS: Marcos; Vitor, Léo, Edinho e Armero; Pierre, Márcio araujo, Marcos Assunção e Cleiton Xavier; Ewerthon (Bruno Paulo 33' 2ºT) e Robert (Marquinhos 39' 2ºT). Técnico: Antônio Carlos Zago.

veja também