MENU

Palmeiras peca na falta de atenção

Palmeiras peca na falta de atenção

Atualizado: Sábado, 6 Agosto de 2011 as 9:54

Na defesa, o pesadelo é a bola aérea. No ataque, o problema é o famoso "ladrão".

O Palmeiras faz boa campanha neste Brasileiro. Mas, talvez, se o time redobrar a atenção, pode ir mais longe.

Mesmo sem Luan, Scolari espera críticas da 'turma do limão' Scolari critica arbitragem do 'projeto 2014' Leia mais sobre o Palmeiras Fabio Braga - 2.jun11/Folhapress Scolari durante um treino do Palmeiras Contra o Grêmio, hoje à noite, a equipe do exigente e perfeccionista Luiz Felipe Scolari tenta manter uma série de três jogos sem derrota. E tem uma nova chance de corrigir seus principais erros.

Na zaga, por exemplo, é pública a queixa de Scolari sobre os gols que o time tem sofrido nas bolas aéreas --na quarta-feira, no empate contra o Coritiba, foi assim.

Aliás, não é de hoje: desde o Paulista que Scolari e o goleiro Marcos se queixam da desatenção dos defensores.

Na quarta, em Curitiba, ambos disseram que as falhas na bola aérea "irritam".

"Dentro de campo, devido a uma ou outra colocação, vacilo ou titubeada, aquilo que foi trabalhado acaba não sendo correspondido", disse o treinador palmeirense.

"Me irrita. Mas tenho que valorizar, também, o trabalho do técnico adversário", completou Scolari, que treina a jogada aérea praticamente todos os dias.

A questão é que, também no ataque, os jogadores têm sido um tanto distraídos.

Segundo números do Datafolha, o Palmeiras é o segundo time deste Campeonato Brasileiro que mais perde a bola, atrás do Santos.

São, em média, 42,1 bolas perdidas a cada partida. O Santos perde 43,5 bolas.

Individualmente, os jogadores do Palmeiras estão se destacando nesse quesito.

Kleber é o jogador mais caçado do Brasileiro, com 4,8 faltas recebidas, em média.

E também é o terceiro colocado entre os atletas mais distraídos, com 10,3 bolas perdidas, atrás do também palmeirense Maikon Leite, com média de 10,6, e do santista Neymar, que sofre 18 desarmes por jogo, mas também é o jogador que mais recebe passes no Nacional.

Até mesmo o lateral Gerley, que disputou apenas três jogos, já surge como terceiro colocado no ranking dos piores passadores do torneio.

Na verdade, o time de Scolari prova do próprio veneno.

Pois o Palmeiras é a terceiro equipe que mais desarma neste Brasileiro, com 120 roubadas de bola a cada partida, atrás de Corinthians e Bahia.

E, além de ter a segunda melhor defesa da competição, também é o segundo time que menos sofre finalizações a gol a cada partida.

Com 26 pontos, o clube está em quinto lugar.  

veja também