MENU

Palmeiras vence Americana e retorna para a liderança do Paulistão

Palmeiras vence Americana e retorna para a liderança do Paulistão

Atualizado: Domingo, 13 Fevereiro de 2011 as 9:05

Sempre que pode, o técnico Luiz Felipe Scolari reclama da falta de um camisa 9 no Palmeiras. Mas, enquanto ele não chega, Kleber decide sozinho. Neste sábado no Pacaembu, não foi diferente. Artilheiro e oportunista, o Gladiador marcou o gol (o quinto na competição) que decretou a vitória sobre o Americana por 1 a 0 e recolocou o time alviverde na liderança do Paulistão.

Em mais um capítulo da batalha que trava com o Santos pela primeira colocação, o Palmeiras chegou a 19 pontos contra 18 do rival. Já o Americana estacionou nos 13 e corre o risco de perder inúmeras posições até o final desta rodada (ainda está em terceiro).

O Palmeiras voltará a jogar só no domingo da outra semana, quando enfrenta o Mogi Mirim fora de casa (às 16h). Já o Americana entra em campo um dia antes, às 17h, quando tenta a reabilitação em seus domínios contra o Ituano.

Felipão surpreendeu na escalação do Palmeiras ao colocar o meia-atacante Patrik de titular – Adriano e Vinicius eram os cotados para a vaga do lesionado Dinei. O goleiro Marcos não atuou na partida para resolver problemas particulares. A esse desfalque somou-se o nome de Maurício Ramos, afastado por lesão.

Felipão justificou a escolha por Patrik como uma opção tática. E ele realmente mudou o esquema do Palmeiras, deixando Kleber isolado na frente e com três homens no meio para ajuda-lo: Tinga, Patrik e Luan. No Americana, o técnico Edinho optou por um esquema com três zagueiros, mais defensivo.

O Palmeiras imprimiu muita velocidade desde o início para tentar vencer o ‘ferrolho’ defensivo do Americana, apostando muito nos contra-ataques. O time de Felipão perdeu logo de cara boas chances com Patrik e Márcio Araújo. Rivaldo chegou até a marcar, mas o gol foi anulado corretamente.

A defesa do Palmeiras, por sua vez, justificou o posto de melhor do campeonato. Somado também a ineficácia dos atacantes do Americana na primeira etapa, Danilo e Thiago Heleno tiveram pouco trabalho. O goleiro Deola quase não encostou na bola.

O Palmeiras até que tocou bem a bola, mas sentiu muito a falta de uma referência na área, já que a característica de Kleber é de se mover bastante. Marcos Assunção teve duas boas chances de falta, mas o placar permaneceu inalterado no intervalo.

Na volta para o segundo tempo, Felipão reclamou da arbitragem e fez elogios ao desempenho dos seus jogadores. “Não existe falta”.  “Eles [do Americana] estão jogando dentro daquilo que o juiz permite”, chiou. “Gostei da [nossa] movimentação. O Americana é uma boa equipe, bem organizada e que joga no nosso erro”.

O Americana voltou um pouco melhor, mas o Palmeiras teve três chances fulminantes num curto espaço de tempo até abrir o placar. Na primeira, Jaílson fez uma belíssima defesa em chute de Kleber. Na segunda, Luan não alcançou de cabeça. Na terceira, não teve chance: o Gladiador aproveitou bobeada da defesa do time do Interior para marcar.

Depois de sofrer o gol, o Americana se soltou mais e partiu em busca do empate, mas quem seguiu no controle das ações da partida foi o Palmeiras, que se fechou na defesa e passou a explorar com mais afinco os contra-ataques.

Felipão fez duas substituições muito cautelosas, trocando dois meias ofensivos (Tinga e Luan) por dois marcadores (João Vítor e Chico, que fez a sua estreia com a camisa do Palmeiras). O Americana foi para cima, mas a melhor chance foi do Palmeiras, mais uma vez com Kleber. No final, 1 a 0, com o retorno para a liderança garantido, para a festa dos pouco mais de 10 mil palmeirenses no Pacaembu.

Destaque da partida, Kleber já mira a participação do Palmeiras na Copa do Brasil. Para isso, o atacante do Palmeiras quer classificar entre os dois primeiros na fase inicial do Paulistão.

"Temos de aproveitar esse momento enquanto não começa a jornada da Copa do Brasil. Esperamos continuar na liderança e adquirir uma gordurinha para ter tranquilidade".  

veja também