MENU

Para acabar com 100% tricolor, Timão aposta em ótima série no Pacaembu

Para acabar com 100% tricolor, Timão aposta em ótima série no Pacaembu

Atualizado: Sexta-feira, 24 Junho de 2011 as 9:28

Por Carlos Augusto Ferrari e Marcelo Prado São Paulo

imprimir

Enquanto espera pela construção de sua própria arena, o Corinthians continua usando o Pacaembu como sua casa. Nos últimos anos, o Timão não vem sendo um bom anfitrião, sobretudo quando os visitantes são um dos três rivais do estado. O Alvinegro não perde um clássico no estádio mais tradicional da capital paulista há 16 partidas. Neste domingo, às 16h, o adversário será o São Paulo, seu grande inimigo nos últimos anos.

A última derrota corintiana no Paulo Machado de Carvalho foi no dia 5 de outubro de 2006, quando foi batido pelo Santos por 3 a 0, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. A equipe era dirigida na época por Emerson Leão e contava com jogadores como Amoroso, Roger, Rafael Moura e Magrão. Kleber, Leandro e Zé Roberto fizeram os gols para o Peixe.     Depois disso, o Corinthians engrenou e não mais perdeu no Pacaembu nos jogos que realizou pelo Campeonato Brasileiro e Paulistão. Foram 16 partidas, sendo 12 vitórias e quatro empates, aproveitamento de 83,3% dos pontos disputados.

O estádio paulistano voltou a ser mais usado pelo Timão em clássicos com o início da guerra de poder contra o São Paulo. No início de 2009, Juvenal Juvêncio se recusou a dar mais de 10% dos ingressos ao Alvinegro antes de um confronto no Morumbi. Em represália, Andrés Sanches determinou que, em sua gestão, o clube nunca mais seria mandante na casa tricolor.

A medida deu certo e, curiosamente, fez do São Paulo a principal vítima, sem conseguir roubar um ponto sequer do adversário – foram quatro derrotas. Diante do Santos, os corintianos obtiveram cinco vitórias e dois empates. Contra o Palmeiras, três triunfos e duas igualdades.

O Pacaembu, aliás, foi decisivo para o Corinthians contra os rivais na temporada 2009. Pelo estadual, o Timão venceu o Tricolor por 2 a 1, de virada, pelas semifinais, gol marcado por Cristian no último minuto, abrindo caminho para o título. Já na decisão, ficou no 1 a 1 com o Peixe, mas o triunfo por 3 a 1, na Vila Belmiro, permitiu o empate.

Em 2011, porém, os números são inferiores, principalmente na reta final do Paulista. O Alvinegro empatou por 1 a 1 com o Palmeiras, pelas semifinais, e se classificou nos pênaltis. Entretanto, o 0 a 0 frente ao Santos afastou a equipe do caneco – perdeu por 2 a 1, no litoral, e ficou com o vice-campeonato. - É um aspecto importante estar perto da nossa torcida. O Corinthians leva muito isso em consideração. Os jogadores sentem essa proximidade – afirmou o técnico Tite.

Mais do que se manter na liderança e com 100% de aproveitamento, o São Paulo tentará também quebrar uma marca. A última vitória sobre o Corinthians, no Pacaembu, foi em 8 de maio de 2005. E causou estragos. O placar de 5 a 1 revoltou a torcida adversária e culminou na queda do técnico argentino Daniel Passarella em meio à polêmica parceria com a MSI.

Para o atacante Dagoberto, o Tricolor não pode deixar a rivalidade com o rival interferir no desempenho em campo. O camisa 25 diz que a partida é importante porque pode deixar a equipe em situação ainda mais confortável na tabela.

- O clássico é difícil, mas precisamos manter o bom futebol e focar nossa posição na tabela. São três pontos que nos deixarão ainda mais na frente e que lá na frente vão nos ajudar a brigar pelo título de campeão brasileiro. Temos que entrar em campo respeitando o Corinthians, sabemos que a rivalidade é grande, mas temos que vencer - ressaltou o artilheiro do São Paulo na temporada 2011, com 14 gols.

Torcida do Corinthians no Pacaembu: caldeirão alvinegro (Foto: Marcos Ribolli / GLOBOESPORTE.COM)            

veja também