MENU

Para Falcão, Neymar tem tudo para ser o melhor jogador do mundo

Para Falcão, Neymar tem tudo para ser o melhor jogador do mundo

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 9:23

Falcão pede que os demais clubes de massa do futebol também invistam no futsal (Foto: Divulgação-Santos FC)

  Maior jogador de futsal do mundo, Falcão não se dá por satisfeito. Detentor de inúmeros títulos e premiações na carreira, ele diz querer buscar mais conquistas, artilharias e premiações. Destaque do Santos - que encara o Minas pela Liga Futsal, nesta quinta-feira, às 21h, em Belo Horizonte com transmissão ao vivo do SporTV -, ele ressalta a importância da presença de clubes de massa no futsal. Dizendo-se torcedor santista, ele acredita no título do seu time na Libertadores da América e aponta Neymar como futuro melhor jogador do mundo.

Líder da Liga Futsal com o Santos, com 91,2% de aproveitamento, ele não crê que o favoritismo exacerbado possa atrapalhar a equipe na hora decisiva. Titular da seleção brasileira, o ala prevê um Mundial mais disputado em 2012, afirmando que há pelo menos seis selecões credenciadas ao título. Autor de 15 gols na Liga Futsal 2011, Falcão analisa ainda sua passagem pelo futebol de campo, em 2005, e revela não haver mais qualquer desavença com o ex-craque Manoel Tobias, com quem já trocou farpas publicamente.

Qual é a diferença entre jogar em um clube com grande torcida e tradição no futebol, como é o Santos, e atuar em um clube voltado apenas para o futsal, como o Jaraguá?

Falcão - O Santos um time de camisa, onde temos os apoios dos jogadores do campo, da diretoria e de uma grande torcida. Além disso, estamos em um centro do futebol e isso ajuda

muito na visibilidade do futsal. Já atuar em clube como o Jaraguá, temos uma torcida que vive

apenas do futsal. Isso muitas vezes, acaba lotando mais o ginásio e não dividimos a atenção

com outras modalidades.

O que você acha da presença de clubes de camisa, como Santos, São Paulo e Corinthians, na Liga Futsal? Acha que, se mais clubes seguissem o mesmo caminho, o futsal poderia dar uma alavancada?

Eu acho muito bom a presença desses clubes. Gostaria que outras equipes pudessem iniciar

um projeto de futsal. Está mais do que provado que o futsal é uma modalidade, de resultado

de público e de atrativo de patrocinadores. Seria muito bom ver clássicos regionais também,

como um Vasco e Flamengo, um Atlético e Cruzeiro, ou um Grêmio e Internacional.     O Santos é líder da Liga Futsal 2011 com uma campanha arrasadora. Até que ponto isso pode atrapalhar a equipe na fase decisiva da competição?

De maneira nenhuma pode atrapalhar. Apenas ajuda. Se nos classificarmos em primeiro, teremos vantagem na fase final. Nossa equipe é muito consciente do trabalho e da responsabilidade. Não ganhamos nada e queremos fazer história com a camisa do Santos Futebol Clube. E a história você faz com títulos, que é nosso grande objetivo.

Recentemente, o fixo do Marechal Rondon, Lucas, declarou ao SporTV.com que a maioria dos marcadores brasileiros respeitam muito o Falcão e, com isso, você deita e rola nas partidas. Acha mesmo que existe esse respeito dos adversários com você? Isso é bom ou é ruim?

Eu apenas respeito a opinião do Lucas, que é um marcador e que atuou comigo no Jaraguá

(SC). E com certeza, é muito bom ter todo esse respeito com nesses mais de 15 anos de

carreira.

Como está a sua expectativa para o Mundial de 2012? Acha que o Brasil é favorito ao título? Como você vê o atual momento da Espanha, nosso grande rival no futsal?

O Brasil é uma das cinco, seis favoritas para chegar à decisão do Mundial de 2012, ao lado de Espanha, Itália, Portugal, Rússia e Irã. O futsal da Espanha é muito grande e vem sendo nosso maior rival nos últimos anos. As próprias últimas finais de Mundiais dizem isso. Além disso, eles têm uma Liga muito forte, o que alavanca o futsal do país.

Para Falcão, motivos de força maior prejudicaram sua

passagem pelo futebol (Foto: Divulgação-Santos FC)

  Você tem incontáveis conquistas no seu currículo e é conhecido como o melhor jogador de futsal do mundo. Já se sente realizado por tudo o que fez na carreira?

Claro que não. Sempre costumo dizer que quero o próximo título, quero ser artilheiro do próximo campeonato, quero ser o melhor jogador daquela competição. E, neste momento, meus objetivos são: fazer história com o Santos e ser campeão mais uma vez com a seleção.

O que você tem a dizer sobre sua passagem pelo futebol de campo, em 2005, pelo São Paulo? Acha que foi válida ou foi um erro na sua carreira?

Foi muito positiva. Infelizmente, por força maior, não deu certo. Estava em um bom momento e confiava que tinha tudo para dar certo. Tive, no fim do meu contrato, um proposta do presidente na época, Marcelo Portugal Gouvêa, para um excelente contrato de mais três anos. Entretanto, optei por voltar ao futsal. Meus patrocinadores me fizeram também ótimas propostas para voltar, meu clube (Jaraguá) também. E isso só ratificou minha imagem.

Existe mesmo uma rivalidade sua com o Manoel Tobias? Como é a relação de vocês dois?

É um episódio superado e um ídolo do esporte. Fiz questão de ligar para ele quando encerrou a carreira e hoje em dia nos respeitamos muito.

Tem acompanhado o futebol do Santos? Acredita que o time será campeão da Libertadores da América?

Tenho acompanhado sim. Infelizmente, não consegui ir aos jogos, por causa de minha agenda com o Santos e com a seleção. Mas esse time é sensacional. Neymar, Ganso, Elano, Arouca, enfim, todos são grande jogadores que têm tudo para garantir esta conquista. Como santista de coração, estou torcendo muito para que isso aconteça.

Como você avalia a carreira do Neymar? Até onde você acha que ele pode chegar no futebol?

O Neymar é um jogador completo. Tem velocidade, sabe driblar, chuta com as duas pernas. Além disso, soube crescer no momento difícil e agora está mantendo uma regularidade impressionante. Para mim, ele tem tudo para ser o melhor jogador do mundo. É claro que os jogadores que atuam no Brasil, dificilmente, são eleitos nesta escolha. Mas, se ele for para Europa e se adaptar bem, com certeza, chegará ao topo.

O SporTV transmite Minas x Santos, nesta quinta-feira, a partir das 21h, com narração de Daniel Pereira e comentários de Marcelo Rodrigues.          

veja também