MENU

Para Parreira, Fluminense não perde mais o título brasileiro

Para Parreira, Fluminense não perde mais o título brasileiro

Atualizado: Terça-feira, 30 Novembro de 2010 as 8:55

Os dois últimos clubes que Carlos Alberto Parreira comandou no Brasil brigam pelo título brasileiro de 2010. Fluminense e Corinthians estão separados por um ponto na classificação, a uma rodada do final da competição. Na opinião do treinador, no entanto, o Nacional deste ano foi decidido há duas semanas a favor do time carioca.

- Não tem mais como o Fluminense perder. O Campeonato Brasileiro foi decidido na rodada que o Fluminense venceu o São Paulo (por 4 a 1), e o Corinthians não conseguiu ganhar do Vitória (1 a 1) em Salvador. Agora, é uma vantagem muito grande depender de si - afirmou Parreira, nesta segunda-feira, antes do programa "Bem, Amigos", do SporTV.

Parreira fez elogios às duas equipes, mas apontou fatores importantes para a possível conquista do Flu no próximo domingo. O que nem mesmo uma possível "mala branca" vai tirar, segundo ele.

- O Muricy é um técnico experiente, é tricampeão brasileiro, e em um campeonato longo é importante ter experiência. Ele vive intensamente o clube em que trabalha e, por isso, é um dos melhores do futebol brasileiro há algum tempo.

- Essa história de mala branca para o rival, agora, não terá influência. O Flu ficou 22 rodadas na liderança. É mais de 40% do total - acrescentou o treinador da África do Sul na Copa do Mundo. Na única vez em que o Tricolor carioca venceu o Brasileirão, em 1984, Parreira era o comandante do Flu. Ele lembrou que seu time jogava no esquema 4-5-1, formação distinta do 4-4-2 adotado por Muricy, postura que quase todos utilizam no futebol atual, segundo ele.

Seleção de Mano

Campeão mundial com a Seleção Brasileira em 1994, Parreira aprovou o início do trabalho de Mano Menezes na equipe e também a renovação implantada pelo treinador. Até agora, o time de Mano venceu três partidas (Estados Unidos, Irã e Ucrânia) e perdeu uma (Argentina).

- Ele está muito bem nesse começo, está em lua de mel com o público. A derrota para a Argentina não interessa nesse início. Foram boas vitórias até agora.

Volta ao Corinthians?

O treinador também confirmou que pode voltar ao Corinthians em 2011 para ocupar um cargo administrativo, provavelmente o de diretor de futebol. Parreira não aceitou o primeiro convite feito pelo presidente Andrés Sanches, mas os dois voltarão a se encontrar em dezembro.

- Quando o Andrés me convidou depois da Copa (da África do Sul), eu disse que não poderia ir este ano porque tinha compromissos pessoais e familiares. Mas vamos conversar novamente em dezembro, durante o Footcom, no Rio de Janeiro. Ele não me deu detalhes sobre o cargo, não esmiuçou isso, mas pode ser que aconteça - explicou.

Apesar de indicar que ainda não definiu seu futuro, Parreira deixou claro que aceitaria a estudar ofertas para ser treinador.

- Todos começam a preparar uma nova temporada em dezembro e me sinto muito bem para continuar como treinador. É o que mais gosto de fazer. Estou mais preparado, por exemplo, do que há dois ou quatro anos. A experiência na África do Sul era algo que ainda faltava e que me fez evoluir.

veja também