MENU

Para repetir era Pelé, geração Neymar inicia luta por tetra da Libertadores

Santos inicia busca pelo 'bi-bi' em La Paz

Atualizado: Quarta-feira, 15 Fevereiro de 2012 as 8:30

Anos-luz separam Pelé de Neymar. Maior jogador de todos os tempos, o Rei colecionou incontáveis conquistas pelo Santos. Se está longe de igualar totalmente o currículo do Atleta do Século, ao menos a joia pode começar a repetir parte dos feitos do ex-jogador. Nesta quarta-feira, o camisa 11 comanda o Peixe atrás do tetra da Libertadores. O sonho é marcar a sua geração da mesma forma da dourada safra dos anos 60, que conquistou a América duas vezes. A luta começará contra o The Strongest, da Bolívia, em La Paz, às 19h45m (horário de Brasília), no Estádio Hernando Siles, pelo Grupo 1.

Agora visto como time a ser batido pelos adversários, já que defende o título da competição mais importante do continente, o Peixe começará sua caminhada já com uma prova de fogo: enfrentar a altitude de 3.660 metros, além do frio de La Paz, com previsão de temperatura mínima na casa dos 5ºC.

Tudo isso sem grandes contratações no ano do centenário. Após desistir pela terceira vez de Alex Silva, o Peixe apostou em reforços pontuais: os laterais Juan (esquerda) e o uruguaio Fucile (direita). Apesar disso, o grande trunfo do Alvinegro para novamente dominar o continente é a manutenção da base campeã de 2011 (com exceção de Danilo, vendido para o Porto-POR), além do técnico Muricy Ramalho, o que garante um time entrosado.

O adversário, mais fraco tecnicamente, usará as condições climáticas a seu favor. É desta forma que o The Strongest tentará parar Neymar & Cia. Em regime de quartel, a equipe boliviana só fez treinamentos fechados desde o início da sua preparação para o confronto.

Carlos Vera será o encarregado de apitar a estreia do Peixe, auxiliado por Christian Lescano e Luis Alvarado - todos do Equador. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances do jogo em Tempo Real.

AS ESCALAÇÕES

The Strongest: a principal dúvida no time boliviano é o ataque. Luis Melgar e Sebastian González disputam um lugar na equipe. Os últimos treinamentos foram fechados, mas o provável time do técnico Mauricio Soria será: Daniel Vaca; Enrique Parada, Delio Ojeda, Luis Méndez e Jair Torrico; Nelvin Soliz, Alejandro Chumacero, Sacha Lima e Ernesto Cristaldo; Pablo Escobar e Luis Melgar (Sebastian González).

Santos: apesar de não ter confirmado toda a equipe, o técnico Muricy Ramalho deu pistas do time do Santos para a estreia e já garantiu as entradas de Fucile, na lateral direita, e Juan, estreante na lateral esquerda. Além deles, o meia Ibson substituirá Elano, em baixa. O time do Alvinegro será: Rafael; Fucile, Edu Dracena, Durval e Juan; Arouca, Henrique, Ibson e Ganso; Neymar e Borges.

QUEM ESTÁ FORA

The Strongest: ninguém.

Santos: Rentería, Léo e Adriano, machucados.

FIQUE DE OLHO

The Strongest: o meia Pablo Escobar é o grande destaque do time. Habilidoso e rápido, ele sempre comanda as principais jogadas ofensivas. Além dele, o volante Alejandro Chumacer, o zagueiro e capitão Luis Méndez e o goleiro Daniel Vaca são os outros bons nomes do time boliviano.

Santos: Rafael, Ganso e Neymar, convocados para a Seleção Brasileira de Mano Menezes, vão ainda mais motivados para o confronto. Além deles, o meia Ibson terá a grande chance de mostrar serviço para Muricy, como titular. Fucile e Juan podem ser boas opções de jogadas pelos lado.

O QUE ELES DISSERAM

The Strongest: Como os treinos foram fechados, nenhum jogador conversou com a imprensa durante a semana.

Edu Dracena, zagueiro do Santos: “Não vamos pensar na altitude. Quanto mais ficar preocupado, pior. Queremos começar a Libertadores diferente do ano passado, com vitória, para não sofrer como em 2011. A responsabilidade é grande, somos os atuais campeões. Todos querem nos vencer, mas estamos preparados”.

NÚMEROS E CURIOSIDADES

* As duas equipes nunca se enfrentaram na história da Libertadores.

* O Santos tem 100 partidas disputadas na competição sul-americana. São 57 vitórias, 19 empates e 24 derrotas. O Peixe é a quinta equipe brasileira a atingir a marca no torneio, depois de São Paulo, Cruzeiro, Grêmio e Palmeiras.Esta é a 12ª participação do Alvinegro no campeonato.

* Em dez partidas contra bolivianos na Libertadores, o Peixe tem ótimo aproveitamento: oito vitórias e duas derrotas. Foram 41 gols marcados e 12 sofridos.

* Após seis anos sem jogar a Libertadores, o The Strongest está de volta para a competição, pela 18ª vez. O melhor resultado foi a eliminação nas oitavas de final, nos anos de 1990 e 1994.

* Em casa, o The Strongest tem bom desempenho na Libertadores. São 52 jogos, com 29 vitórias, 12 empates e 11 derrotas.

veja também