MENU

Para Richarlyson, defesa do Atlético está desprotegida

Para Richarlyson, defesa do Atlético está desprotegida

Atualizado: Sexta-feira, 25 Março de 2011 as 11:27

Em 2011, o Atlético-MG vive uma temporada de extremos em seus setores defensivo e ofensivo. Em nove jogos (não incluindo o amistoso contra o Peñarol-URU), a zaga atleticana tomou 15 gols, média de 1,66 /jogo. Por outro lado, o ataque trabalha bem: foram 30 gols, média de 3,33 / jogo. O volante Richarlyson encara de forma natural os números. Para ele, o estilo técnico de Dorival Júnior é exatamente esse: faz gols, mas também leva. No entanto, o atleta, que já reclamou da individualidade de alguns companheiros, diz que falta um pouco de tranquilidade aos jogadores.

- Nossa equipe faz gols. Em nenhum momento deixamos de marcar, e na parte defensiva temos a tranquilidade de que temos mesmo com os gols, a parte ofensiva tem trabalhado. Aí ficamos um pouco desprotegidos na parte defensiva. Em alguns momentos ficamos no mano a mano, um contra ataque adversário. Mas o Atlético vai mesmo jogar pra frente, essa é a postura do Dorival. Não foi só aqui que ele implantou isso. No próprio Santos, ano passado, víamos um time ofensivo, jogando pra frente. Agora, se conseguirmos colocar isso em prática, vamos vencer e convencer.

Se é verdade que o Atlético-MG conseguiu marcar em todos os jogos, também é verdade que os adversários furaram a defesa do Galo em todas as partidas. No clássico contra o Cruzeiro, por exemplo, a equipe celeste marcou três vezes, embora o Alvinegro tenha feito quatro. Richarlyson acredita que o time consegue se dar melhor contra adversários que buscam o gol, já que o Atlético-MG joga mais aberto e ofensivo.

- O jogo contra o Cruzeiro foi bom, aberto, com as equipes buscando gol. Quando os adversários vêm assim, dificilmente conseguem nos vencer, porque temos um toque bom e poder ofensivo. Às vezes temos uma ansiedade que não está normal, de tentar fazer o gol de toda forma. Isso que nos atrapalha. Isso começou no jogo do América-MG (quando o Galo perdeu por 2 a 1). Estamos querendo fazer gol de qualquer forma, e não é assim.

Laterais

Um dos setores mais criticados do elenco do Atlético-MG, as laterais, não desperta preocupação em Richarlyson. Mesmo com três laterais-esquerdos (Eron, Guilherme e Leandro), e dois pelo lado direito (Patric e Rafael Cruz), Dorival Júnior tem improvisado nas posições. O próprio Richarlyson já jogou na lateral-esquerda.

- Eu e o Serginho já jogamos como lateral, não é surpresa. (A adaptação) não é uma coisa que acontece de um dia para o outro, um tapa buraco. Há um tempo de adaptação, lógico, isso é visível e notório, porque você jogando em outra posição leva um tempo. Não sei se é isso que está fazendo que a gente não vença os jogos. A questão é ter um pouco mais de entrega. Estamos trabalhando para que isso aconteça, mas às vezes não dá, igual contra o Villa Nova, que vencemos na vontade, na força (2 a 1, de virada).      

veja também