MENU

Para salvar ano,Tricolor busca feito inédito em 2011: vencer clássicos

Para salvar ano,Tricolor busca feito inédito em 2011: vencer clássicos

Atualizado: Quarta-feira, 23 Novembro de 2011 as 11:29

Após uma sequência de erros em 2011, o São Paulo está proibido de errar nas duas rodadas finais do Campeonato Brasileiro. Se quiser salvar o ano e buscar uma vaga na Taça Libertadores da América de 2012, o time precisa vencer os clássicos contra Palmeiras, que será disputado no próximo domingo, no estádio do Pacaembu, e Santos, no dia 4 de dezembro, no Morumbi.

Só que aí é que está um dos principais problemas do Tricolor. Na atual temporada, o time disputou oito clássicos contra os principais rivais e venceu apenas uma vez, contra o Corinthians, em Barueri. No mais, foram quatro empates e três derrotas, o que dá o fraco aproveitamento de 28%. Ou seja, para terminar 2011 em alta, será preciso buscar um feito inédito. Mas nada que o técnico Emerson Leão ache impossível.   - Você acha muito difícil um time vencer dois clássicos?  Eu não acho. E tem mais, não adianta pensar na partida contra o Santos. O foco tem de estar todo voltado para o Palmeiras porque, se não vencermos no domingo, não adiantará em nada a partida contra o Santos. Nosso foco precisa ser maior do que o Palmeiras porque a nossa necessidade é maior também - lembrou o treinador.

Leão acredita na classificação da equipe para a Taça Libertadores de 2012 (Foto: Luiz Pires / Vipcomm)  Um fato que anima os são-paulinos é que se o time vai mal em clássicos, o mesmo não pode se dizer de Emerson Leão. Contando os números da primeira passagem do treinador, em 2004 e início de 2005, os números são positivos: os mesmos oito jogos, com quatro vitórias, três empates e uma derrota, aproveitamento de 62,5% dos pontos.

- Temos que trabalhar duro para terminar o ano com felicidade - ressaltou o treinador.

Questionado sobre o mesmo assunto, o meia Lucas diz que o que o faz acreditar na classificação mesmo com o fraco aproveitamento nos duelos contra os rivais é a qualidade do grupo.

- Nós temos jogadores de alta capacidade que podem decidir uma partida a qualquer momento. Além disso, agora nosso momento é outro. As vitórias sobre o Avaí e o América mudaram o ambiente. Com mais confiança, teremos mais força para buscar as vitórias nessas rodadas que faltam. Temos que dar a vida contra Palmeiras e Santos - ressaltou a joia são-paulina.

veja também