MENU

Para Thiago Silva, Brasil tem 99% de chance de título na Copa América

Para Thiago Silva, Brasil tem 99% de chance de título na Copa América

Atualizado: Terça-feira, 21 Junho de 2011 as 2:28

De férias no Brasil, após uma temporada em que ajudou o Milan a conquistar o título do Campeonato Italiano, Thiago Silva vai interromper o descanso para defender o país na Copa América. Segundo ele, o treinador Mano Menezes é como um pai e está realizando um bom trabalho à frente da Seleção. Thiago acredita que a equipe brasileira tem 99% de chance de conquistar o título.

Sem dar muita importância para o rótulo de melhor zagueiro do mundo dado por Massimiliano Allegri técnico da equipe milanesa ( leia a matéria ), o jogador deixou claro, mais uma vez, que pretende encerrar a carreira no Fluminense. Foi no Tricolor que o jogador teve as atuações que lhe renderam o apelido de 'Monstro', e se tornou ídolo da torcida.

- Eu sempre friso que meu último jogo como jogador de futebol será com a camisa do Fluminense. A gente não sabe quando isso vai acontecer, mas eu já estou programando, tendo uma ideia de encerrar a carreira com a camisa tricolor - disse à apresentadora Fernanda Gentil.

Sua carreira como profissional começou no Juventude-RS, após curta passagem pelas divisões de base do Fluminense. Seu bom desempenho no Brasileirão de 2004 chamou a atenção do Porto (Portugal), onde firmou um contrato de cinco anos. Depois de contusões, o jogador foi emprestado para o Dínamo de Moscou (Rússia), no ano seguinte. Devido ao frio intenso do país, Thiago, que já estava com problemas de saúde, teve tuberculose e precisou ficar internado.

A volta para o Fluminense aconteceu em 2006, onde o jogador se destacou pela técnica apurada e dribles na saída de bola, algo dificilmente encontrado em zagueiros. Devido às suas habilidades, Thiago Silva se tornou um dos principais jogadores da equipe. Em dezembro de 2008, Thiago Silva foi para o Milan, mas sua estreia pela equipe rossonera aconteceu em janeiro do ano seguinte. O atleta somente foi integrado ao elenco para partidas oficiais seis meses depois devido à falta de vagas para estrangeiros na equipe e problemas contratuais. Fato que ajudou na sua adaptação ao país.

- Eu fiquei seis meses sem jogar e pude me adaptar com a cidade e com o esquema tático do time. Embora eu não jogasse, o treinador sempre me colocava no time titular para me testar e ver como que eu era como jogador. Seis meses sem jogar foi difícil, mas quando eu comecei a jogar foi uma coisa que me ajudou muito. Inclusive, olhando Maldini jogar, eu pude aprender um pouco - relembrou.

Na primeira temporada pelo clube italiano, Thiago se destacou rapidamente e conquistou a vaga de titular. Atualmente, o jogador é considerado, na Itália, como um dos melhores zagueiros do mundo, desbancando um antigo ídolo, Nesta. O jogador não se preocupa com o posto e acredita que rótulos como esse trazem muita responsabilidade.          

veja também