MENU

Paraná Clube perde sétima partida no Campeonato Paranaense

Paraná Clube perde sétima partida no Campeonato Paranaense

Atualizado: Domingo, 13 Fevereiro de 2011 as 9:24

Rodada após rodada a história se repete. Mesmo sem jogar mal como nas partidas anteriores, o Paraná Clube foi derrotado pelo Iraty, por 1 a 0, no Estádio Emílio Gomes, em Irati.

Sob os olhares de Ricardo Pinto, que deve ser anunciado no início da semana como novo treinador da equipe, o Tricolor sofreu um gol logo no início do jogo e falhou ao tentar reagir.

Um pouco pelo nervosismo dos jogadores paranistas, um pouco devido à boa atuação do goleiro Renato, o Paraná não conseguiu balançar a rede adversária e segue com a pior campanha do Campeonato Paranaense.

Com dois pontos ganhos em nove partidas, o time é o lanterna isolado da competição e corre sérios riscos de rebaixamento. Seu próximo compromisso pelo estadual será novamente como visitante, diante do Arapongas, no próximo final de semana. Antes disso, a viagem será para Tocantins, para a estreia na Copa do Brasil, quarta-feira, às 21h.

O Iraty, que chegou aos 17 pontos, assumindo temporariamente a vice-liderança (pode ser superado por Cianorte e Atlético-PR no complemento da rodada, no domingo), também joga na quarta-feira pela Copa do Brasil. O Azulão receberá o Grêmio Prudente, no Emílio Gomes. Na tabela da CBF a partida está marcada para às 21h, mas deverá ser antecipada para a tarde, já que o estádio não conta com iluminação artificial.

Gol relâmpago afunda Tricolor

Sabendo da situação difícil que vive o adversário, o Iraty partiu para o ataque no começo do jogo e logo marcou o gol que praticamente definiu o resultado. Os donos da casa precisaram de apenas três minutos para chegar duas vezes até o gol de Jociel Henrique.

Ao contrário da partida anterior, quando demonstrou muita insegurança, o goleiro foi bem ao defender o chute forte de Marquinhos, dentro da área, aos dois minutos. Mas nada pôde fazer no lance seguinte, na cabeçada certeira de Eydison, após cobrança de escanteio.

O gol logo no começo desestabilizou o time tricolor, que apenas observava o adversário trocar passes e rondar sua área, mas sem oferecer maior perigo. Mas aos poucos o Paraná buscava o ataque, como em cobrança de falta de Henrique, por cima, do gol, e no chute rasteiro de Diego, que Renato defendeu.

Foi mais do que o time vinha produzindo, mas ainda pouco para mudar a sorte paranista. Gizo quase ampliou em bomba defendida por Jociel, aos 33 minutos, e pouco depois o atacante Renato cabeceou por cima da meta de seu xará, no último lance de perigo da etapa inicial.

Pressão tricolor

Se pouco ameaçou o gol de Renato nos primeiros 45 minutos, o Paraná criou três chances de empatar em menos de dois minutos no segundo tempo.

Primeiro o goleiro teve que sair nos pés do Renato paranista para evitar a conclusão do atacante. No rebote, Kelvin chutou forte e exigiu boa defesa. E na cobrança do escanteio, o goleiro levou a melhor em mais um duelo com o xará tricolor, defendendo cabeçada que entraria no cantinho.

O goleiro do Azulão voltou a salvar sua equipe aos 15 minutos, defendendo chute cruzado de Diego. Em seguida, o Iraty quase ampliou o placar. Mas Gizo perdeu gol digno do Inacreditável Futebol Clube. Depois que Jociel dividiu com Arthur, o meia ficou com a sobra, na marca do pênalti, e mesmo com o goleiro caído, chutou por cima.

E o Paraná só não perdeu por mais porque teve ajuda da arbitragem, que marcou impedimento inexistente quando Arthur balançou a rede tricolor aos 31 minutos. Mas Heber Roberto Lopes também prejudicou o Paraná, deixando de marcar pênalti claro de Gilvan sobre Diego, aos 38.

veja também