MENU

Paraná empata com Arapongas e é rebaixado no estadual

Paraná empata com Arapongas e é rebaixado no estadual

Atualizado: Domingo, 24 Abril de 2011 as 8:19

O Paraná Clube viveu neste sábado o dia mais vergonhoso de sua breve história. Com um empate por 2 a 2 com o Arapongas, em plena Vila Capanema, o Tricolor foi rebaixado para a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense. Criado em 1989 com a fusão do Colorado Esporte Clube e do Esporte Clube Pinheiros, a equipe tem sete títulos estaduais, incluindo o pentacampeonato de 93 a 97, além de dois trofeus de campeão da Série B do Brasileiro. Ao fim da partida, alguns torcedores, revoltados com a queda, tentaram invadir o campo, mas foram contidos pela polícia.

Com o ponto ganho na partida, o Paraná soma 20 ao longo de toda a competição e já não tem chances matemáticas de alcançar os rivais que lutavam contra a queda de divisão. E apenas cumprirá tabela na última rodada, no jogo de rebaixados contra o Cascavel, fora de casa.

Já o Arapongas, que não tem nada a ver com o drama tricolor, torce contra o Cianorte, que neste domingo recebe o próprio Cascavel, para seguir na briga por uma vaga na final do título do interior.

Primeiro tempo emocionante com virada tricolor

O Paraná até tentou tomar a iniciativa no início da partida, e até reclamou de um pênalti que teria sido cometido em Léo, aos cinco minutos.

Mas foi o Arapongas quem abriu o placar, ainda no começo do jogo. Em rápido contra-ataque, Luciano cruzou para Wellington cabecear no canto, sem chances para Thiago Rodrigues.

O resultado rebaixava o Tricolor, que partiu para o abafa de forma desordenada. E ganhou um pênalti de presente de Heber Roberto Lopes. Léo arrancou com a bola e foi derrubado por Gustavo, a um passo da área. Longe do lance, o árbitro assinalou a penalidade máxima.

O mesmo Léo bateu com categoria, rasteiro, no canto esquerdo de Danilo, que pulou para o outro lado, aos 20 minutos. Douglas Packer desperdiçou boa chance de virar o placar aos 22, batendo sem força falta frontal à área.

O Tricolor levou um susto aos 24 minutos, em cabeçada de Rogerinho que deu muito trabalho para Thiago Rodrigues, que fez boa defesa. Sete minutos depois, Luiz Camargo fez pênalti. Mas Thiago Rodrigues brilhou ao defender a boa cobrança de Wellington, mantendo o Tricolor vivo no campeonato.

Se o Arapongas desperdiçou sua melhor chance, o Paraná soube aproveitar a que teve a seu favor.

A pressão tricolor deu resultado aos 41 minutos, quando Diego cruzou a meia altura e Léo bateu de primeira, sem chances para o goleiro.

Virada no marcador importantíssima para manter o time da Vila Capanema com chances de permanecer na elite do futebol estadual com os demais resultados da rodada até então.

Empate do Arapongas e desespero do rebaixado Paraná

Após o intervalo, o Paraná logo teve uma chance de ampliar. Aos oito minutos, Diego invadiu a área, passou por dois zagueiros e bateu forte, para defesa de Danilo. Dois minutos depois foi a vez de Lima, em chute de longe, exigir mais uma defesa do goleiro araponguense.

Aos 13, Luciano cabeceou no canto e Thiago Rodrigues fez mais uma boa defesa. Taianan então chutou de muito longe e só não acertou o ângulo porque Danilo pulou bem e espalmou. Aos 18, novamente foi a vez de Thiago Rodrigues salvar o Tricolor, em chute cruzado de Wellington, após bate rebate na área. Seis minutos depois, Val Ceará pegou sobra e bateu por cima do gol, rente ao travessão, assustando os paranistas.

Aos 33 minutos, Lima bateu, Danilo defendeu e no rebote, com o gol aberto, Diego bateu para longe, desperdiçando excelente chance para o Tricolor. Cinco minutos depois, Thiago Rodrigues trocou o papel de herói pelo de vilão. O goleiro não segurou cruzamento fraco e permitiu a George completar para o gol, embaixo da trave.

No desespero, o Tricolor ainda tentou desempatar, mas só criou uma chance, não aproveitada, nos acréscimos. Era o último suspiro antes da queda para a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense.

Por Luciano Balarotti

veja também