MENU

Patricia afirma que problema é entre Traffic e R10

Patricia afirma que problema é entre Traffic e R10

Atualizado: Sexta-feira, 4 Novembro de 2011 as 3:55

Patricia diz que o Fla "cumpre o combinado"

(Foto: Richard Souza / Globoesporte.com) A presidente Patricia Amorim disse estar tranquila em relação ao futuro da parceria do Flamengo com a Traffic. A empresa suspendeu há dois meses o pagamento de sua parte no salário de Ronaldinho Gaúcho (cerca de R$ 750 mil). O Flamengo está em dia com seu pagamento (R$ 250 mil).  Como não recebeu qualquer retorno nos acordos de patrocínio firmados nesta temporada,  a Traffic faz exigências na assinatura de um contrato - apesar de o jogador ter assinado com o clube em janeiro, o compromisso com a empresa, até o momento, tem um memorando como única garantia.

- Não temos nada para negociar. Só que começou a ficar desconfortável para a empresa e eles colocaram algumas condições. O Flamengo, dentro das possibilidades, procura atender. Fazemos isso com todos os parceiros. Procuramos até dar mais, porque lá na frente podemos pedir mais também - disse Patricia no lançamento da parceria do Flamengo com o Unicef .

A Traffic tenta se defender para não passar mais por situações como a que envolveu o atual patrocinador master do clube. O retorno da parceria é totalmente baseado na geração de receitas do departamento de marketing. O acordo do Rubro-Negro com a Procter & Gamble até o fim do ano, sem intermédio nem retorno para a Traffic, motivou a suspensão do pagamento ao camisa 10 e serviu como pressão para dirigentes do clube assinarem contrato com novas cláusulas .

- O Flamengo está muito tranquilo, já que vem cumprindo rigorosamente o compromisso que assumiu. É lógico que tudo o que acontece com os nosso jogadores fora de campo também nos interessa. Procuramos auxiliar. Mas é um problema de salário da Traffic com o Ronaldo. E nós  procuramos participar com uma postura conciliatória. Procuramos resolver esses pequenos impasses. Fizemos um grande negócio ao trazê-lo e espero que tenha um final tranquilo. E vai ter. Ele está bem tranquilo também. A parceria com a Traffic é no nosso uniforme e vai continuar sendo - analisou Patricia.

Pelo acordo inicial, a Traffic ficaria com todo o dinheiro arrecadado acima de R$ 30 milhões. Mas o patrocínio da Procter & Gamble, assinado em agosto, rendeu apenas R$ 6,6 milhões. O negócio foi intermediado pela 9ine, empresa que tem Ronaldo como um dos sócios.  A comissão da empresa foi de 15% .         

veja também