MENU

Paulista vence, fica na Série A e impõe fim melancólico ao Palmeiras

Paulista vence, fica na Série A e impõe fim melancólico ao Palmeiras

Atualizado: Quinta-feira, 8 Abril de 2010 as 12

O Palmeiras teve uma despedida melancólica no Campeonato Paulista, na noite desta quarta-feira, em Jundiaí. Com um time misto, a equipe de Antônio Carlos Zago perdeu por 3 a 1 para o Paulista, time que estava na zona de rebaixamento antes do início da rodada. Com isso, o Alviverde terminou na 11º colocação e terá de disputar mais partidas fora do que dentro de casa (10 a 9) no Estadual do ano que vem.

Sem Danilo, Marcos, Cleiton Xavier e Márcio Araújo, que ficaram em São Paulo para se cuidarem para o jogo com o Atlético-PR, pelas oitavas de final da Copa do Brasil (a partida é no próximo dia 15, no Palestra Itália), o Palmeiras foi presa fácil. Desorganizado principalmente no primeiro tempo, o time paulistano assistia ao lateral Mazola, que deitou e rolou pelo lado direito da defesa alviverde - foi dos pés dele que os gols saíram. Assim, o Alviverde deixou o Estadual na 11ª posição, com somente 25 pontos - 22 a menos que o Santos, líder do campeonato na fase de classificação.

O time de Wagner Lopes, por sua vez, escapou de sair da elite do Estadual. Com o resultado no Jaime Cintra, o Paulista chegou aos 20 pontos e fechou a competição na 15ª posição.

Paulista na frente

Precisando vencer para se livrar do rebaixamento, o Paulista logo partiu para cima do desorganizado Palmeiras. Aos 12 minutos, o lateral Mazola aproveitou a fragilidade do lado direito palmeirense e cruzou para Felipe Azevedo. O atacante, mesmo enroscado com a defesa alviverde - Maurício Ramos, Armero e Léo estavam na jogada, além do goleiro Deola - , abriu o placar no Jaime Cintra, levando um pouco de alívio aos seus torcedores.

A reação palmeirense apareceu aos 22 minutos, depois de belo passe de Lincoln. O camisa 99 enfiou para Robert, que driblou o zagueiro, mas parou na defesa de Vinícius. Aos 31, o Alviverde voltou a assustar em cobrança de falta de Lincoln, que esbarrou na trave.

Assista aos gols da partida:

Mas o Palmeiras ainda se mostrava vulnerável na defesa, apesar de chegar ao ataque. Aos 39 minutos, Léo puxou Mazola na área. Na cobrança de pênalti, Felipe Azevedo ampliou a conta para o time de Jundiaí: 2 a 0.

- Não estamos encaixando a marcação. O Antônio Carlos passa uma coisa, e nós não conseguimos fazer. Vamos tentar acertar e buscar o resultado – disse Pierre, na saída para o intervalo.

Paulista se mantém na 1ª divisão

O Palmeiras iniciou o segundo tempo pressionando o Paulista. E aos nove minutos conseguiu descontar com Lincoln. Depois de bom cruzamento de Armero, o camisa 99 subiu sem marcação e fez 2 a 1 de cabeça. Foi o primeiro gol do meia no Campeonato Paulista.

Depois que Ewerthon entrou no time para atuar ao lado de Robert, o Palmeiras se mostrou mais organizado. Com Diego Souza jogando na sua posição original e sendo auxiliado por Lincoln, o time de Antônio Carlos Zago melhorou. Mas Robert perdeu duas chances de empatar a partida ao parar nas mãos de Vinícius.

O Palmeiras demorou para se assustar novamente com o ataque do Paulista. Mas o susto foi fatal. Mazola aproveitou mais uma vez a folga que encontrou pelo lado direito da defesa alviverde e cruzou na cabeça de Samuel Xavier, que só precisou completar para o gol e sacramentar o 3 a 1.

veja também