MENU

Paulistão reúne seis pentacampeões de 2002, mas vê grandes 'divididos'

Paulistão reúne seis pentacampeões de 2002, mas vê grandes 'divididos'

Atualizado: Sexta-feira, 15 Janeiro de 2010 as 12

Eles não são apenas veteranos, são pentacampeões mundiais. Seis deles estarão em campo no Campeonato Paulista deste ano, que começa neste final de semana com os quatro grandes novamente favoritos, embora com objetivos distintos. Corinthians (atual campeão) e São Paulo darão prioridade à Libertadores e usarão o Estadual como preparação. Já Palmeiras e Santos tentam conquistar a confiança do torcedor para começar a temporada em alta.

As estrelas experientes são os destaques do Paulistão 2010. Ronaldo, Roberto Carlos, Rogério Ceni, Marcos, Edmílson e Juninho Paulista foram companheiros no Mundial de 2002, na Coreia do Sul e no Japão, e agora se reencontram nos gramados paulistas. Roque Júnior ainda não assinou, mas já treina no Ituano para recuperar a forma e pode ser o sétimo.

Todos já participaram de outras edições do Estadual, mas agora eles são, juntos, os "vovôs" do futebol paulista. Rogério Ceni, capitão do São Paulo, é o único que está sozinho. Ronaldo e Roberto Carlos (Corinthians), Marcos e Edmilson (Palmeiras) e Juninho Paulista e Roque Júnior (Ituano) reeditam antigas parcerias no cotidiano.

Quando a bola rolar, no entanto, o convívio adquirido em 2002 ficará para trás. Atual campeão, o Corinthians é o mais dividido dos clubes. Defende o título obtido de maneira invicta, mas tem como obsessão a Libertadores. "A partir de determinado momento vamos priorizar a Libertadores, não tem jeito. Faremos o mesmo que fizemos no ano passado com a Copa do Brasil", admitiu Mano Menezes.

A ideia do treinador é usar o início do Paulista para dar ritmo a jogadores experientes e principalmente à dupla Ronaldo e Roberto Carlos. Tcheco, Iarley, Danilo e os demais reforços também atuarão no Estadual, mas visando sempre a Libertadores. Por isso, o Corinthians terá "dois times" neste começo de 2010.

O São Paulo também tem a Libertadores como prioridade. Após uma temporada inteira sem nenhum título, o time de Ricardo Gomes tenta melhor sorte no torneio continental após chegar forte e ser eliminado nas últimas quatro edições. "Toda programação é visando o dia 10 [de fevereiro, estreia na Libertadores]. Um mesmo time não vai fazer todos os jogos porque senão chega cansado até lá", avisou o treinador.

Já os outros "grandes" do estado tratam a competição como prioridade no início da temporada. Depois de encerrarem o Brasileiro com campanhas pouco convincentes, Palmeiras e Santos começam o Paulista com a obrigação de se redimir para a torcida o mais rápido possível.

"Aconteceram muitas coisas ruins no fim do Brasileiro. Sabemos que decepcionamos, mas agora temos a chance de dar a volta por cima no Paulista. Esta é a única forma de mostrarmos nossa força e reconquistarmos nossos torcedores outra vez. Devemos isso a eles", destacou o volante Pierre, do Palmeiras.

O time alviverde aposta na continuidade para ter sucesso. Até agora, apenas quatro reforços foram apresentados, mas a base da equipe titular de 2009 foi mantida pela diretoria, que ainda trabalha para trazer mais dois atacantes e um meia.

O Santos, por sua vez, conta com um dos elencos mais modificados. Depois de se reforçar com oito jogadores e contratar o técnico Dorival Júnior, o clube da Baixada encara o Estadual como uma grande chance de recomeço. Para isso, o time deposita as fichas na experiência de Giovanni, que retorna à Vila Belmiro à procura de seu primeiro título com a camisa alvinegra.

"Estou aqui novamente para fechar um ciclo. E o torcedor pode ter uma certeza: esse ciclo vai ser encerrado com um título. Sentia que minha missão no Santos ainda não estava completa. Agora, tenho essa chance. Quero conquistar um título aqui e vou me empenhar muito para isso acontecer", ressaltou o ídolo praiano.

veja também