MENU

Paulo André agradece 'paciência' da diretoria e sonha até ser capitão

Paulo André agradece 'paciência' da diretoria e sonha até ser capitão

Atualizado: Sexta-feira, 15 Abril de 2011 as 9:43

Paulo André festeja gol (Foto: Agência Estado)

  Paulo André passou seis meses convivendo com a ansiedade de voltar ao futebol e com a expectativa de ver crescer a concorrência no Corinthians. Desde dezembro, quando William anunciou a aposentadoria, o Timão observa o mercado atrás de um novo atleta para o setor. Mas a busca será interrompida por algum tempo. Com retorno garantido depois de operar o joelho esquerdo, o defensor terá a oportunidade de mostrar que o clube não precisa de reforços para a posição e, mais que isso, até sonhando assumir a braçadeira de capitão.

Na semana passada, a direção alvinegra revelou que aguardará pelo desempenho de Paulo André para decidir se contratará um zagueiro. Juan, do Roma-ITA, é o nome que mais agrada ao clube, mas o tempo de contrato dele (mais dois anos) dificulta o acerto. Mesmo assim, caso necessite, o Timão procurará o atleta em agosto, na reabertura do mercado europeu.

- Fiquei de fora acompanhando nos jornais e na TV a possibilidade de trazerem um zagueiro para reforçar o setor defensivo. Fico feliz com o respaldo da diretoria. Sei que me aguardaram para disputar a Libertadores, mas não consegui voltar. Agradeço a confiança de estarem me esperando. É um voto de confiança e espero contribuir para que não precisem trazer ninguém e se sintam confiantes com os que estão aqui – disse.

Paulo André operou o joelho esquerdo em novembro do ano passado. Por conta da pré-Libertadores, o clube tentou antecipar o retorno dele, mas um novo problema surgiu e o atleta teve de reiniciar o processo de fisioterapia. Por isso, fará o primeiro jogo da temporada somente neste domingo, contra o Santo André, às 16h, no ABC, pela última rodada da primeira fase do Paulistão. O Timão terá uma formação recheada de reservas.

Sem Paulo André, Tite iniciou o ano escalando Chicão e Leandro Castán como titulares. Além deles, o Timão trouxe Wallace, ex-Vitória, e reaproveitou Diego Sacoman, que regressou de empréstimo do Ceará. Recentemente, o treinador promoveu das categorias de base os garotos Lucão e Nick.

Mas recuperar uma vaga na equipe não é o limite para Paulo André. Um dos líderes do elenco, o jogador sonha ser capitão, função exercida até o ano passado pelo amigo William. Em 2011, com a aposentadoria de Ronaldo, a braçadeira passou a ser usada por Chicão, que está no clube desde 2008.

- Acho que tive bons professores. Estive muito tempo com o William. De todos os capitães, ele foi um exemplo, o melhor com quem trabalhei, que tinha mais liderança perante o grupo. Ronaldo e Roberto eram líderes pela importância no futebol mundial. O William me passou muita coisa legal, fazendo papel de ajudar os mais novos, ajudar o treinador em campo. Acho que tenho esse perfil e gostaria de assumir essa responsabilidade – completou.      

veja também