MENU

Peixe corre atrás de reforços. Borges e Zé Roberto são as prioridades

Peixe corre atrás de reforços. Borges e Zé Roberto são as prioridades

Atualizado: Quarta-feira, 18 Maio de 2011 as 5:11

Borges não vem sendo aproveitado no Grêmio (Foto: Eduardo Ceconi/Globoboesporte.com)

  Enquanto o Santos, após ser bicampeão paulista, luta por classificação às semifinais da Taça Libertadores (depende de um empate com o Once Caldas, nesta quarta-feira, às 22h - horário Brasília - no Pacaembu), a diretoria alvinegra se mexe para reforçar a equipe para a disputa do Campeonato Brasileiro. O atacante Rychelly, ex-Santo André, e o meia Roger, ex-Oeste, já chegaram para compor o grupo. Agora, o Peixe quer "titulares".

Para o meio de campo, Zé Roberto, cujo contrato com o Hamburgo-ALE acabou, é o alvo. Para o ataque, o clube mira Borges, do Grêmio. O presidente alvinegro, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, já conversou com Zé. Até o fim deste mês, um representante do jogador irá se reunir com a diretoria do Peixe para acertar os detalhes.

- Já houve contato entre pessoas do Santos e os meus representantes. Ficamos de conversar novamente. Gostaria de voltar ao Brasil e, minha prioridade, numa volta, é o Santos. Mas também há possibilidade de permanência aqui na Europa - afirmou o jogador, em entrevista à Rádio Globo. O Galatasaray-TUR já manifestou interesse em contratá-lo.

Já Borges tem contrato com o Grêmio até o fim de 2012. Ele não está mais sendo utilizado pelo técnico Renato Gaúcho, mas a diretoria tricolor não aceita liberá-lo sem ser ressarcida. Por isso, não comenta a possibilidade de negociação, pois não deseja desvalorizar o jogador. Borges e o técnico santista Muricy Ramalho são empresariados pelo mesmo agente, Márcio Rivelino, o que pode facilitar a negociação com o Peixe.

  A contratação de atacantes é prioridade do Alvinegro Praiano. O clube precisa repor as saídas de Keirrison, Zé Eduardo e Maikon, cujos contratos vencem em junho.

Diego e Robinho para o centenário

Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro disse que tem a esperança de repatriar Diego e Robinho para o ano que vem, quando o clube completa 100 anos. A dupla, que brilhou entre 2002 e 2004, acabando com um jejum de 18 anos, seria a grande jogada da diretoria para marcar as comemorações. As conversas com Diego ainda nem começaram. Mas com Robinho já houve contatos.

- Liguei para o Robinho no aniversário dele e ele falou que no ano do centenário está de volta. Não sei se falou de brincadeira ou entusiasmado. Mas acredito ser possível este retorno. O apetite é mútuo. O Santos quer o Robinho e o Robinho quer o Santos.        

veja também