MENU

Peixe vence o Oeste por 2 a 0

Peixe vence o Oeste por 2 a 0

Atualizado: Domingo, 6 Março de 2011 as 12:07

Sem as estrelas Neymar e Elano, Zé Eduardo foi quem comandou o samba do Santos neste sábado de carnaval.  Foram do atacante os dois gols do Peixe na vitória por 2 a 0 sobre o Oeste, em Itápolis, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Paulista (assista aos melhores momentos). Assim, a equipe da Vila Belmiro acabou com sequência negativa de quatro partidas (dois empates na Libertadores e uma derrota e um empate no estadual).

Agora com 22 pontos, o Peixe segue na cola dos líderes. Em quarto lugar, o Santos perde do terceiro colocado São Paulo no número de vitórias, está a um ponto do Mirassol e a três do novo líder Corinthians. O Oeste, por outro lado, segue no G-8, com 17 pontos, mas perdeu a chance de melhorar sua posição nele.

O Santos volta a campo pelo Campeonato Paulista na próxima quarta-feira, às 21h50m, contra a Portuguesa, na Vila Belmiro. Já o Oeste joga apenas na quinta-feira, às 21h, diante do Paulista, no estádio Jaime Cintra, em Jundiaí.

Jogo duro

saiba mais Confira a classificação completa do Paulistão

O Oeste surpreendeu o Santos com a maneira ofensiva que começou a partida. Logo aos quatro minutos de jogo, a equipe de Itápolis teve três chances seguidas na grande área. Na última delas, Dionísio chutou mal. A pressão dos donos da casa seguiu aos oito, com Anderson Ramon chutando cruzado. Mas parou por aí.

Aos poucos, porém, o Peixe apareceu na partida. Mas esbarrou na falta de equilíbrio dos jogadores do Oeste, que começaram a bater demais. Mesmo assim, aos 17 minutos, Maikon Leite fez boa jogada pela direita e rolou para Zé Love perder chance incrível na cara do goleiro Fábio.

Enquanto isso, o Oeste continuava jogando duro. E foi punido por isso aos 31 minutos, quando Fábio Santos foi expulso por entrada violenta em Adriano, no campo de ataque. Mas o cartão vermelho ao atacante não inibiu os outros atletas do time de Itápolis. Assim, os santistas continuaram sofrendo.

Ao menos o árbitro advertiu com amarelo Paulo Miranda, Dedê e Cris. Esse último, aliás, poderia muito bem ter sido expulso pela entrada que deu em Durval no meio de campo. Mais tarde, aos 47 minutos, o Santos encontrou espaço no meio da defesa para chegar na área. E Diogo foi parado com pênalti de Paulo Miranda.

Na cobrança, aos 48, Zé Love colocou o Santos em vantagem. Logo na sequência, o árbitro encerrou o primeiro tempo em Itápolis.

Zé Love artilheiro

Zé Love celebra um dos gols sobre o Oeste

(Foto: Futura Press)   Para a etapa final, as duas equipes voltaram com alterações. No Oeste, o técnico Luís Carlos Martins sacou o atacante Anselmo Ramon e escalou Léo Salino. E no Santos, o treinador interino Marcelo Martelotte tirou Adriano, que já tinha cartão amarelo, e mandou a campo Rodrigo Possebon.

A partida, aliás, ficou mais calma. Diferentemente da etapa inicial, quando partiu para cima do Santos, o time de Itápolis se recuou mais. Até por estar com um jogador a menos. O Peixe, então, aproveitou para cadenciar o jogo e, com calma, procurar espaços na retranca do adversário.

E a primeira boa jogada saiu apenas aos 14 minutos, quando Zé Love rolou para Maikon Leita na direita e o atacante bateu forte cruzado. Fábio defendeu. O Oeste, por sua vez, só conseguiu ameaçar em cobrança de falta, aos 23 minutos. Fernandinho bateu colocado e Rafael fez boa defesa.

Mas o Santos é que estava melhor em campo. E por isso chegou ao segundo gol aos 25 minutos. Róbson, que acabara de entrar, deu belo passe em profundidade para Zé Love ganhar na corrida do zagueiro Cris e bater forte, cruzado, sem chance alguma para o goleiro Fábio.

Sem ter mais nada a perder, o Oeste partiu para cima e ainda conseguiu acertar a trave do Santos em chuta de Mazinho. Mas a reação não teve sucesso. por GLOBOESPORTE.COM

veja também