MENU

Peixe x Timão. Neymar x Liedson: é a hora de os craques resolverem

Peixe x Timão. Neymar x Liedson: é a hora de os craques resolverem

Atualizado: Domingo, 15 Maio de 2011 as 8:56

  Depois de um 0 a 0 muito equilibrado, truncado, estudado, tenso, no domingo passado, no Pacaembu, Santos e Corinthians precisam ser mais ousados se quiserem evitar a disputa por pênaltis na finalíssima do Campeonato Paulista, neste domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro. Se no jogo de ida as sólidas defesas sobressaíram, agora é a hora de as individualidades resolverem. Do lado santista, os dribles desconcertantes e a excelente visão de jogo de Neymar. Representando o Timão, Liedson e a sua movimentação constante, com pontaria quase sempre certeira.

O Santos chegou à final com melhor campanha do que o Corinthians e tem a vantagem de disputar o segundo jogo em casa. Essa, no entanto, é a única vantagem da equipe praiana. Em caso de novo empate, o troféu será decidido em cobranças de penalidades máximas.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances da decisão em Tempo Real, com vídeos exclusivos. A TV Globo transmite para todo o Brasil, menos os estados de Pernambuco, Minas Gerais, Bahia, Goiás, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e as cidades paranaenses de Ponta Grossa e Paranavaí. O SporTV e o SporTV HD mostram ao vivo.

Santos: em meio à disputa das quartas de final da Taça Libertadores (na próxima quarta-feira, no Pacaembu, joga por um empate com o Once Caldas-COL para avançar às semifinais), o Santos, atual campeão estadual, tem como motivação conquistar um título em cima do maior rival. De 2006 para cá, o Peixe já conquistou o Paulistão três vezes. Seria o segundo bicampeonato em seis anos - desempenho como esse o time só conseguiu nos anos 60, com Pelé em campo. 

Corinthians: eliminado da Libertadores ainda na fase preliminar, o Campeonato Paulista virou obrigação para o Timão. A equipe conseguiu se recuperar do baque,  juntou os cacos, derrubou o arquirrival Palmeiras na semifinal e, agora, tenta desbancar o Peixe. O título pode diminuir muito a pressão no Parque São Jorge. Uma derrota não colocará o clube em crise novamente, mas deixará o ambiente pesado outra vez.

Santos: sem Paulo Henrique Ganso, que sofreu lesão muscular na coxa direita no jogo de ida e só deve voltar em pouco mais de cinco semanas e meia, o Santos terá a volta do volante Arouca, que não jogou contra o Once Caldas, na Colômbia, quarta passada, por causa de  uma pancada que sofreu no primeiro jogo da final do Paulista. Ele formará dupla com Adriano, com Elano e Alan Patrick mais à frente. Danilo, suspenso, não joga. Essa é a escalação: Rafael, Jonathan, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Elano e Alan Patrick; Neymar e Zé Eduardo.

Corinthians: a má fase de Dentinho ainda não foi suficiente para barrá-lo. Tite confirmou que o atacante continuará como titular, mesmo com o bom momento de Willian, autor de gols decisivos contra Oeste e Palmeiras. Assim, a única alteração será o retorno do lateral-direito Alessandro, que cumpriu suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. O zagueiro Wallace, improvisado no setor, volta para o banco. A escalação: Julio Cesar, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Bruno César e Jorge Henrique; Dentinho e Liedson.

Santos: o craque Neymar, de 19 anos, prestes a ser pai pela primeira vez, é o jogador em quem os santistas depositam suas esperanças nesta final. A notícia da gravidez de uma adolescente de 17 anos, com quem teve um caso no ano passado, aparentemente não o abalou. Na vitória por 1 a 0 contra o Once Caldas, na Colômbia, foi brilhante.

Corinthians: Liedson fez a torcida do Corinthians esquecer rapidamente a paixão por Ronaldo. Mesmo tendo chegado com o Paulistão em andamento, o Levezinho mostrou que continua com o faro de artilheiro apurado ao marcar 11 gols, liderando a disputa ao lado de Elano, do Peixe. É a chance de conquistar o segundo título vestindo a camisa corintiana. Em 2003, foi decisivo no Paulistão.

Muricy Ramalho, técnico do Santos: "O Paulistão só não tem importância para quem ganha. Quem perde é muito pressionado. Para mim, significa muito. Quero vencer, pois estou chegando agora a uma nova casa e quero dar retorno rápido."

Tite, técnico do Corinthians: " Como pessoa e profissional, é algo muito marcante para mim. Quero que a equipe esteja em um bom momento e entenda o que o treinador quer passar. O Corinthians é merecedor do título, mas temos que fazer um bom jogo, melhor que o adversário".

* O histórico dos confrontos em Campeonatos Paulistas aponta vantagem corintiana. Foram 187 jogos, com 57 triunfos dos santistas, 52 empates e 78 vitórias do Timão, que fez 365 gols, contra 293 do Peixe.

* A Vila Belmiro é o palco da decisão. Pode ser a primeira vez que o Peixe conquista um título em seu estádio numa final de fato. Das outras vezes, foram em campeonatos de pontos corridos. A última vez que o Santos levantou um troféu em seu estádio foi no Paulistão de 2006. O último jogo foi contra a Portuguesa: 2 a 0.

* O Corinthians já foi campeão duas vezes jogando na Vila Belmiro. Conquistou o Paulistão de 1930 e o de 1941, ambos por pontos corridos, vencendo o Peixe em Santos na última rodada.

  No domingo passado, as defesas sobressaíram, e o jogo do Pacaembu terminou 0 a 0. O Santos perdeu seu maestro: Ganso sofreu lesão na coxa direita e só voltará a jogar daqui a cinco semanas e meia. O Corinthians jogou com Julio César; Wallace (Ramírez), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Bruno César (Morais) e Jorge Henrique; Dentinho (Willian) e Liedson. Já o Peixe teve Rafael; Jonathan, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Adriano, Danilo, Elano (Pará) e Paulo Henrique Ganso (Alan Patrick); Neymar e Zé Eduardo (Keirrison).          

veja também