MENU

Pela Libertadores, São Paulo e Atlético-PR duelam na Arena Barueri

Pela Libertadores, São Paulo e Atlético-PR duelam na Arena Barueri

Atualizado: Quinta-feira, 28 Outubro de 2010 as 1:29

Este pode ser chamado de um verdadeiro confronto direto. Apenas três pontos separam São Paulo e Atlético-PR na tabela do Brasileiro. E o objetivo dos dois times é o mesmo: a vaga na Libertadores. Por isto que o duelo desta quinta-feira, às 21h (de Brasília), na Arena Barueri, é tão importante para os dois lados. Quem levar a melhor terá ânimo renovado para perseguir a meta e, claro, torcer contra os outros times que estão nas primeiras posições da tabela. O jogo só não será no Morumbi porque o estádio receberá um show internacional na próxima semana.

O Tricolor está com 44 pontos, a quatro do Botafogo, que é o último colocado na zona de classificação para a competição continental. Mas como o técnico Paulo César Carpegiani não acredita no G-4 (se um brasileiro for campeão da Copa Sul-Americana, o G-4 volta a ser G-3), ele considera a distância para o Cruzeiro, o terceiro colocado, que tem 54 pontos. São dez de diferença. Antes embalado com três vitórias seguidas, o time interrompeu o crescimento ao perder para o Ceará por 2 a 0, no último domingo. E agora tenta se reerguer.

O Furacão, com 47 pontos, está em situação um pouco melhor: a sete pontos do Cruzeiro e a um do Botafogo. Mas não tem sido um bom visitante neste campeonato: só conseguiu quatro vitórias fora de casa. O time paranaense vem de um empate por 2 a 2 com o Fluminense e espera melhor sorte diante do São Paulo.

A partida não registra apenas o duelo de equipes com o mesmo objetivo, mas também o reencontro de Carpegiani com seu ex-time. O treinador dirigia o Furacão até quatro rodadas, quando aceitou o desafio de assumir um São Paulo em queda.

Márcio Chagas da Silva (RS) apita a partida. Ele será auxiliado por Julio Cesar Rodrigues Santos (RS) e Marcelo Bertanha Barison (Rs). O Premiere Esportes transmite o duelo. Você acompanha também, em Tempo Real, no GLOBOESPORTE.COM.

O QUE ESTÁ EM JOGO

São Paulo: Buscando ainda a vaga na Libertadores, o Tricolor estava embalado e invicto com Carpegiani após vencer três seguidas. Mas perdeu para o Ceará no último domingo e agora precisa vencer um adversário direto se quiser seguir sonhando com a classificação para a competição continental.

Atlético-PR: Nos últimos dez jogos, o time perdeu somente um, mas foram quatro empates, sendo dois deles (Vasco e Fluminense) na Arena. Por essa razão, o Rubro-Negro não engrena e pena para reassumir sua vaga no G-4. Como em quase todas as partidas, o clima é de decisão. Caso triunfe, o Atlético pode virar quarto colocado. Se perder, além de ser ultrapassado pelo rival, pode ficar a quatro pontos da disputa.

ESCALAÇÕES

São Paulo: Sem contar com o elenco completo, Carpegiani precisou modificar um pouco o estilo de jogo do São Paulo. Fernandão seguirá no time, mas agora mais recuado, tentando armar jogadas para Dagoberto e Ricardo Oliveira. Carlinhos Paraíba preencherá o lado esquerdo. O time deve ir a campo com: Rogério Ceni, Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Rodrigo Souto, Casemiro, Fernandão e Carlinhos Paraíba; Dagoberto e Ricardo Oliveira.

Atlético-PR:  Recheado de desfalques, o técnico Sérgio Soares teve de mudar algumas peças, mas manterá a estrutura do time, que passou a atuar no 4-4-2 com ele. O jovem Deivid e Netinho terão chance. Entre lesões, suspensão e até veto por contrato, caso de Wagner Diniz, a escalação do Furacão deverá ser essa, ainda como uma dúvida, dependendo da recuperação de Rhodolfo: Neto; Deivid, Manoel, Rhodolfo (Rafael Santos) e Paulinho. Vitor, Chico, Branquinho e Netinho; Guerrón e Bruno Mineiro.

QUEM ESTÁ FORA

São Paulo: O treinador perdeu seus dois "pontas" para esta partida. Lucas está suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo contra o Ceará, e Fernandinho sofreu pancadas na panturrilha direita e no joelho esquerdo na mesma partida. O atacante não foi totalmente descartado, mas dificilmente terá condições de jogo, pois nem conseguiu treinar na última quarta-feira.

Atlético-PR:  o lateral Wagner Diniz tem cláusula no vínculo que o impede de entrar em campo contra o São Paulo, que o emprestou. Outro ala, Elder Granja, está lesionado, assim como Paulo Baier e Maikon Leite. Iván Gonzalez está suspenso pelo terceiro amarelo. Além deles, Rhodolfo sofre com inchaço na coxa, e terá de ser reavaliado. Márcio Azevedo e Raul, fora há mais tempo, seguem no estaleiro.

QUEM ESTÁ PENDURADO

São Paulo: Rogério Ceni, Renato Silva, Samuel, Diogo, Rodrigo Souto e Cléber Santana.

Atlético-PR: Rhodolfo, Paulinho, Chico, Deivid e Guerrón.

FIQUE DE OLHO

São Paulo: Dagoberto, que apresentou um crescimento de produção com a chegada de Carpegiani, não atuou contra o Ceará por precaução. O atacante havia tomado uma remédio para dor de cabeça que continha substância proibida pela Agência Mundial Antidopagem e por isso foi afastado. Agora ele volta e devolve ao Tricolor a velocidade que o treinador gosta de ter na frente.

Atlético-PR: Como a vitória é fundamental, Bruno Mineiro volta a ser a referência e a esperança de gols. O atacante jogou contra o Fluminense depois de tempo parado por lesão e passou em branco. Cobrado pela torcida, precisa resolver. Se estiver em boa noite, pode ser um tormento para a zaga do São Paulo, nas tabelas com Guerrón e Branquinho.

O QUE ELES DISSERAM

São Paulo: Alex Silva (zagueiro do São Paulo): “Ter no comando o Carpegiani, que treinou o Atlético recentemente, faz diferença sim, porque ele conhece as características do jogadores e sabe o que o time adversário tem no banco”.

Atlético-PR: Sérgio Soares (técnico do Atlético-PR): "Temos que procurar jogar, porque o São Paulo, dentro de casa, vem pra cima mesmo. Quando tivermos a posse de bola, precisamos atacar. Será um jogo no qual a equipe que tiver mais tranquilidade, atenção e estiver mais concentrada vencerá".

NÚMEROS E CURIOSIDADES

- No próprio estado, o São Paulo não perde para o Atlético-PR pelo Brasileiro há 27 anos. A última vitória do Furacão fora de casa sobre o Tricolor foi em maio de 1983, por 1 a 0, gol de Assis. Desde então, os times duelaram 12 vezes em São Paulo, com nove triunfos dos anfitriões e três empates.

- A média de gols do confronto São Paulo x Atlético-PR em Brasileiros é de 2,5 gols por jogo. Foram marcados 88 gols em 34 jogos. A partida com o maior número de gols foi em 2003,

quando o Atlético venceu por 4 a 3, em Curitiba.

- Este será o sexto jogo do São Paulo na Arena Barueri na temporada. No Paulistão, o time derrotou Paulista, São Caetano e Monte Azul, e perdeu para o Santos. Já pelo Brasileiro, venceu o Vitória.

ÚLTIMO CONFRONTO

Atlético-PR e São Paulo empataram por 1 a 1 no primeiro turno deste Brasileiro, em agosto. Na ocasião, Cleber Santana marcou para o Tricolor, e  Maikon Leite empatou para o anfitrião. Curiosamente, Paulo César Carpegiani estava no comando do Furacão, e Milton Cruz era o interino no time paulista. Sérgio Baresi assumiu o São Paulo no jogo seguinte, contra o Cruzeiro, e Ricardo Gomes havia acabado de deixar o clube por conta da eliminação na Libertadores.

veja também