MENU

Pelé elogia Neymar, mas ressalta que santista ainda não foi testado

Pelé elogia Neymar, mas ressalta que santista ainda não foi testado

Atualizado: Quinta-feira, 25 Novembro de 2010 as 8:55

Neymar tem apenas 18 anos, mas conquistou muita coisa dentro e fora de campo em 2010. Mesmo assim, o Rei Pelé ainda tem reservas em relação a seu pupilo do Santos. Nesta quarta-feira, durante evento de apresentação de um projeto educacional em Guarulhos (SP), o craque pediu calma com a joia santista. Ele deu seu próprio exemplo para mostrar que ainda falta experiência ao garoto, que chega agora apenas a segunda temporada completa como profissional.

- Sem dúvida nenhuma, o Neymar foi uma das grandes figuras neste ano. A única ressalva que faço é que ele ainda não teve nenhum teste. Na minha época, eu tinha 16, 17 anos, mas o Santos excursionava muito pela Europa, África, e fui pegando maturidade. Aos 16 anos, fui para a Copa Roca (contra a Argentina) com a Seleção. Não dá para fazer uma comparação - ressaltou Pelé.

O Rei acredita que os verdadeiros testes só virão no ano que vem, principalmente com a disputa da Taça Libertadores. Pelé acredita que essa rodagem fará bem a Neymar, que este ano se envolveu em algumas polêmicas no Peixe. Principalmente na briga que culminou na saída do técnico Dorival Júnior do clube.

- O Neymar só jogou Campeonato Paulista. Algumas cobranças fizeram ele perder um pouco a tranquilidade, pois ele não teve essa preparação. Subiu muito rápido na carreira. Ele ainda tem de ser testado jogando na América Latina, em um Uruguai, Paraguai, México. Mas sem dúvida é um talento maravilhoso e ainda bem que joga no Santos - afirmou o Rei, sem citar a Copa do Brasil (conquistada este ano pelo Peixe) e o Campeonato Brasileiro.

A experiência internacional de Neymar é recente, e veio com a Seleção Brasileira comandada por Mano Menezes. O jogador participou de dois amistosos com a equipe: vitória por 2 a 0 sobre os Estados Unidos na estreia de Mano, e derrota por 1 a 0 para a Argentina, no último amistoso do ano, em Doha. Em ambos, foi titular.

Por: Diego Ribeiro

veja também