MENU

Pequim 2008: poluição coloca vida de atletas em risco

Pequim 2008: poluição coloca vida de atletas em risco

Atualizado: Sexta-feira, 25 Julho de 2008 as 12

Pequim 2008: poluição coloca vida de atletas em risco

Patologista da Unifesp diz que risco inclui possibilidade de morte súbita, sendo maior para os paratletas.

Apesar de o Comitê Olímpico Internacional enfatizar em seus comunicados as medidas tomadas para diminuir os níveis de poluição em Pequim, o tema continua sendo uma preocupação entre os atletas que irão aos Jogos este ano.

Para Beny Schmidt, professor do Departamento de Patologia da Unifesp, a escolha da capital chinesa como sede dos jogos é um ato de irresponsabilidade. "Vão colocar milhares de atletas praticando esporte de alto desempenho em uma cidade onde parte da população normalmente usa máscaras para andar nas ruas".

Com 100 micro partículas por mm3 de ar - o dobro do encontrado numa avenida central da cidade de São Paulo em horário de pico do trânsito - Pequim tem índices de poluição piores que os de cidades como Santiago, Tóquio e Cidade do México, conhecidas pela péssima qualidade do ar ali respirado. "As conseqüências de se praticar esporte de alto rendimento em espaços poluídos podem ser extremamente graves, incluindo-se entre elas o risco de morte súbita", sublinha Schimidt.

Beny, que atende atletas paraolímpicos no setor de Patologia Neuromuscular da Universidade, afirma que os riscos são mais altos no caso dos paratletas, pois alguns apresentam capacidade cardiorespiratória naturalmente reduzida.

veja também