MENU

'Pérola negra' de Joel, Bruno ganha força com cobrança da família

'Pérola negra' de Joel, Bruno ganha força com cobrança da família

Atualizado: Quarta-feira, 9 Fevereiro de 2011 as 3:02

Com apenas nove jogos disputados pelo Botafogo, Bruno está longe de ser badalado. Mas é nele que estão depositadas muitas das expectativas da comissão técnica neste início de temporada. Depois de um desempenho apagado no ano passado, o jogador apareceu em 2011 como uma importante peça de Joel Santana.

Ao mesmo tempo em que aposta no maranhense de 20 anos, o treinador está de olho em tudo o que o cerca. Como um autêntico pai, Joel sabe que o sucesso é fruto da competência, mas também pode levar ao deslumbramento. O desejo do comandante do Botafogo é preservar ao máximo o seu novo filho, assim como abrir o terreno para que ele siga desenvolvendo seu futebol.

- É um jogador dinâmico, humilde e trabalhador. Tem um bom caminho pela frente. Só que quando está bem, começa o assédio de clubes e de pessoas colocando um monte de minhocas na cabeça. Mas é muito centrado e não se deslumbra. É a minha pérola negra - brincou.

Se no ano passado disputou apenas três partidas - todas como reserva -, em 2011 já foram seis, sendo que quatro como titular. A última delas o clássico contra o Fluminense. A vida profissional de Bruno realmente mudou muito nos últimos meses, mas ele lembra que tudo partiu de uma iniciativa familiar.

- Cheguei muito tímido e aos poucos fui ficando à vontade. Durante as últimas férias, meus familiares conversaram comigo e disseram que eu não joguei tudo o que podia. Aquilo mexeu comigo, e vi que tinham razão. Quando sua família cobra, você se motiva ainda mais. E o legal é que o Botafogo é como uma família. Isso é muito importante para mim - afirmou.

Apesar de viver bom momento na primeira vez em que defende um clube de grande expressão (antes do Botafogo ele passou por Sampaio Corrêa, Americano e Madureira), Bruno sabe que está sujeito a altos e baixos. Por isso, garante não se deixar levar pela fase.

- Em todos os clubes pode onde passei, as pessoas diziam que eu era uma promessa. Estou apenas no começo e sei que vou viver momentos bons e ruins na vida. Hoje estou com a cabeça melhor para enfrentar as dificuldades.      

veja também