MENU

Perseverantes, Emerson e Deco superam lesões e viram peças-chave

Perseverantes, Emerson e Deco superam lesões e viram peças-chave

Atualizado: Terça-feira, 5 Abril de 2011 as 3:20

"Guerreiros, time de guerreiros!”. O canto que ganhou as arquibancadas em jogos do Fluminense desde 2009 se aplica muito bem às histórias de Emerson e Deco na atual temporada. Foram duas batalhas travadas contra as lesões. Meses fora de combate e a volta por cima no momento em que o time mais precisava. Agora, eles são duas das principais armas do técnico interino Enderson Moreira. Com os dois em campo foram duas vitórias (América-MEX e Volta Redonda) e um empate (Vasco).  

O Sheik ficou exatos três meses sem poder atuar. Uma lesão no tornozelo esquerdo, sofrida ainda em 2010, o afastou do início da preparação do elenco. A última partida havia sido disputada no dia 5 de dezembro, na última rodada do Brasileiro, contra o Guarani. Recuperado, retornou no em 5 de março de 2011. Ele entrou no segundo tempo da vitória sobre o Resende (2 a 1), no sábado de carnaval, e vai adquirindo a cada partida condição física melhor.

No caso de Deco o problema veio na disputa do Campeonato Carioca. Contra o Olaria, em 25 de janeiro, na segunda partida do time no ano, ele sofreu uma grave lesão no músculo adutor da coxa esquerda e voltou a jogar somente contra o América-MEX, na vitória por 3 a 2, no fim de março. Destaque no jogo, o luso-brasileiro deu passe para o gol de Araújo e marcou o seu. Desde então, vem aprimorando ainda mais a forma.     No último sábado, os dois foram titulares e ajudaram o time a sair do estádio Raulino de Oliveira com o resultado positivo: 2 a 1. Autor de um dos gols, o Sheik voltou a marcar desde a decisão do Brasileirão. Já Deco, pego de surpresa, ganhou a braçadeira de capitão. A equipe chegou a 11 pontos e perde apenas no critério de desempate para o vice-líder Botafogo no Grupo B da Taça Rio.

- Eles estão evoluindo bem. O Emerson deu uma resposta boa. Agora é só parar de sentir dores (no tornozelo esquerdo) para deslanchar. No caso do Deco a precaução é maior por se tratar de uma lesão muscular. Mas ele também está evoluindo bem – disse o preparador físico Ronaldo Torres.

A evolução será testada mais uma vez nesta quarta-feira, às 21h50m (horário de Brasília), no estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. O Fluminense precisa vencer o Nacional fora de casa para seguir vivo na briga por uma das vagas do Grupo 3 da Libertadores.      

veja também