MENU

Philippe Coutinho tira o Vasco do sufoco contra o ASA-AL

Philippe Coutinho tira o Vasco do sufoco contra o ASA-AL

Atualizado: Quinta-feira, 18 Março de 2010 as 12

Por pouco a zebra não deu as caras em Maceió, na tarde desta quarta-feira. Mesmo com uma atuação destacada do garoto Philippe Coutinho, o Vasco empatou por 1 a 1 com o ASA-AL, no Estádio Nelson Feijó, na capital alagoana, pela segunda fase da Copa do Brasil. Júnior Viçosa marcou para os donos da casa. E o apoiador de 17 anos, em cobrança de pênalti com paradinha, igualou o marcador para o Gigante da Colina, que vinha de uma derrota para o rival Flamengo, pela Taça Rio, num jogo em que o atacante Dodô desperdiçou duas penalidades máximas. Contra o ASA, Dodô começou no banco de reservas, e Jéferson ganhou uma chance no time titular.

Com o resultado, o Vasco precisa apenas de um empate sem gols para avançar à próxima fase da competição. O ASA necessita de uma vitória no jogo de volta, que será no dia 31, em São Januário, ou de uma igualdade por dois ou mais gols. Em caso de novo 1 a 1, a vaga será decidida nas cobranças de pênalti.

Quem se classificar, enfrenta o vencedor do confronto Corinthians-PR x Ceará. Nesta quarta, a equipe paranaense venceu por 2 a 1, em casa, e joga pelo empate na partida de volta.

Em única bobeada do Vasco na etapa inicial, ASA-AL abre o placar

O Vasco bem que tentou superar a forte marcação do time alagoano no primeiro tempo. Mas o ASA se aproveitou do campo com dimensões reduzidas (90 metros de comprimento e 68 de largura) para se fechar e evitar o gol dos cariocas. Enquanto Philippe Coutinho tentava furar o bloqueio, os donos da casa buscavam surpreender nos contra-ataques.

E foi justamente o garoto que teve a primeira chance de abrir o marcador para o Vasco. Aos 14 minutos, Coutinho recebeu um ótimo lançamento de Jéferson na entrada da área, cortou um adversário e chutou colocado para grande defesa de Paulo César. O camisa 30 seguiu inspirado, tomando a iniciativa para levar o Vasco ao ataque. No entanto, a marcação cerrada dos alagoanos conseguiu conter o ímpeto do apoiador.

Assista aos gols da partida:

Coutinho voltou a aparecer aos 31. O jogador recebeu pelo lado esquerdo e, em um curto espaço de campo, deu um lindo elástico no marcador. Na sequência, foi parado com falta. Sete minutos depois, o ASA atingiu o seu objetivo. Em um contra-ataque rápido, Fábio Lopes lançou para Celso, que rolou para Júnior Viçosa. Já dentro da área, o atacante driblou Márcio Careca e chutou para abrir o marcador em Maceió.

Além de lutar para superar o sol forte e o campo reduzido, o Vasco passou a brigar contra a inferioridade no placar. Aos 42, Rafael Coelho recebeu ótimo lançamento de Jéferson. O atacante deu um leve toque por cima do goleiro Paulo César, mas a bola passou por cima do gol.

Coutinho brilha no segundo tempo e garante o empate

O Vasco voltou para o segundo tempo consciente de que precisava colocar a bola no chão para tentar empatar o jogo. E antes do primeiro minuto, Coutinho, o mais lúcido do setor ofensivo, perdeu uma boa chance de igualar o placar. O garoto recebeu belo passe pelo lado direito, passou por dois defensores e foi travado no momento do chute. A partir daí, os torcedores do Gigante da Colina no Nelson Feijó passaram a pedir a entrada de Dodô.

Aos sete, o ASA, em mais um contra-ataque, quase marcou o segundo. Rodriguinho foi lançado na grande área e chegou chutando para ótima defesa de Fernando Prass. Três minutos depois, Mancini desfez o esquema com três zagueiros. O treinador sacou Gustavo e apostou na entrada de Souza.

Mancini voltou a mexer na equipe, tirando Jéferson e apostando na entrada de Geovane Maranhão. Dodô seguiu no banco, mesmo com os pedidos dos torcedores. E foi com o atacante em campo que o Vasco subiu de produção na partida. Aos 17, Souza cruzou na cabeça de Rafael Coelho, que subiu mais do que o goleiro Paulo César e deu um leve toque na bola. Na sobra, Elder Granja chutou, e Edson cortou com a mão. Pênalti para o Vasco. Com categoria, Coutinho cobrou com paradinha e igualou o marcador.

O repertório de Coutinho seguiu encantando os torcedores alagoanos. Aos 24, ele deu um chapéu em um adversário e foi novamente parado com falta. Dois minutos depois, Mancini pôs Dodô na vaga de Paulinho. Aos 38, Márcio Careca cruzou na cabeça de Rafael Coelho, que quase desempatou a partida. O goleiro Paulo César voltou a fazer uma ótima defesa. No lance seguinte, Souza passou por dois adversários, entrou na área e chutou em cima do arqueiro do ASA.

Aos 47, Dodô recebeu um ótimo passe de Geovane Maranhão na entrada da área. Sozinho, chutou por cima do gol e perdeu a chance da virada.

Por: Márcio Iannacca

veja também