MENU

Pinheiros consegue a segunda vitória e mantém a invencibilidade no NBB

Pinheiros consegue a segunda vitória e mantém a invencibilidade no NBB

Atualizado: Segunda-feira, 8 Novembro de 2010 as 10:27

O Pinheiros não tinha muitas informações sobre o Vila Velha. O máximo que o técnico João Marcelo Leite sabia era que o segundo adversário na temporada 2010/2011 do NBB, que atuava em casa, iria contar com a presença de três estrangeiros em quadra. Diante disso, o pedido foi para manter a concentração desde o início da partida. Deu certo. A equipe paulista dominou o confronto e conseguiu a sua segunda vitória na competição: 95 a 80 (54 a 38).

O ala Marquinhos, cestinha do jogo com 27 pontos, e Shamell, que contribuiu com 22, não conseguiram ser contidos pelos americanos Maurice Riddick e Robert Owen, e pelo sérvio Dusan Radivojevic. Apesar dos 18 pontos de Riddick, dos 14 de Dusan e dos 13 de Owen, o time anfitrião não teve como evitar o segundo revés.

- Sabíamos que eles estreariam três jogadores estrangeiros. Por isso, nossa equipe entrou concentrada desde o primeiro quarto e não permitiu que eles conseguissem reagir. O importante é que iniciamos o campeonato com duas vitórias, sendo elas fora de casa. Isso traz confiança para o grupo. Tivemos mais uma boa atuação e o destaque foi a equipe como um todo. Conseguimos atuar bem defensiva e ofensivamente. Agora é se preocupar com o Paulista. Teremos mais uma viagem e um adversário duro pela frente nesta semana - disse João Marcelo Leite.

Vitória surpreende Paulistano

No outro jogo no Espírito Santo, o Vitória se recuperou da derrota na rodada anterior, quando foi superado pelo Pinheiros  pela maior diferença de pontos da história do torneio. Neste domingo, a equipe levou a melhor sobre o Paulistano: 81 a 78.

O cestinha foi o ala Eddy, do Vitória, com 23 pontos (sendo 21 deles marcados no primeiro tempo). Guilherme Filipin e Amiel Vega também se destacaram com 21 e 20 pontos, respectivamente. No lado paulista, Luiz Felipe foi o cestinha, com 19.

- Foi uma vitória importante para nós e muito difícil. O Paulistano é um time mais consolidado, com jogadores experientes, mas a superação dos nossos atletas foi o fator decisivo. Ainda temos muitas coisas para corrigir, mas essa vitória nos dá motivação para continuar trabalhando. Não podemos acomodar - disse o técnico Ênio Vecchi.

veja também