MENU

Pior ataque x melhor defesa: Furacão e Palmeiras se enfrentam na Arena

Pior ataque x melhor defesa: Furacão e Palmeiras se enfrentam na Arena

Atualizado: Quarta-feira, 7 Setembro de 2011 as 8:50

De um lado, o pior ataque do Campeonato Brasileiro. O Atlético-PR fez apenas 20 gols em 21 rodadas, média de 0,95 por partida. De outro, a melhor defesa da competição. O Palmeiras levou apenas 18 gols em 21 jogos, média de 0,85. Essa desigualdade aparece também na tabela de classificação. Enquanto o Furacão luta para fugir da zona de rebaixamento, o Verdão briga por título e vaga na Taça Libertadores de 2012. O duelo entre Atlético-PR e Palmeiras, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, está marcado para 21h50m (horário de Brasília) desta quarta-feira, na Arena da Baixada.

Para essa partida, Lopes promove seis alterações. As novidades são Edílson, Rafael Santos, Heracles, Marcelo Oliveira, Adaílton e Guerrón. O último, terceiro maior artilheiro da equipe na temporada, é uma das esperanças para aumentar a média de gols do Furacão no campeonato. Do lado alviverde, Felipão escala Thiago Heleno e Kleber. Destaque no Palmeiras para o zagueiro Henrique, convocado para a Seleção Brasileira e que terá a missão de manter o time como a melhor defesa do Brasileirão.

Atlético-PR de Guerrón recebe o Palmeiras de Henrique na Arena (Foto: Montagem sobre foto da Ag. Estado)

  A partida terá arbitragem de Marcelo de Lima Henrique, do Rio de Janeiro, Ele será auxiliado pelos também cariocas Dibert Pedrosa Moisés e Rodrigo Henrique Correa. A TV GLOBO transmite a partida para os estados do RS, PR (exceto Curitiba), SP, MS, MT, CE, além das cidades de Belo Horizonte-MG e Caruaru-PE. O canal Premiere, pelo sistema Pay-per-view, mostra para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, com vídeos dos principais lances.

Atlético-PR: a equipe que chegou a ficar sete partidas sem perder no Campeonato Brasileiro, não vence há quatro. Uma vitória sobre um dos concorrentes ao título pode recuperar a confiança do grupo e dar tranquilidade a Antônio Lopes, que fará a reestreia como técnico na Arena da Baixada.

Palmeiras: a recuperação após um doloroso tropeço em casa contra o Cruzeiro. Agora, o Verdão precisa compensar longe de casa os pontos perdidos no Pacaembu. Vitória na Arena recoloca o time na briga direta pela Taça Libertadores.

  Atlético-PR: Lopes promove seis mudanças em relação à derrota para o Grêmio. Edílson, desfalque nos últimos dois jogos, volta no lugar de Wagner Diniz. Além disso, Rafael Santos, Heracles, Marcelo Oliveira, Guerrón e Adaílton substituem Fabrício, Paulinho, Fransérgio, Madson e Pablo - todas mudanças por opção do treinador. O time: Renan Rocha; Edílson, Manoel, Rafael Santos e Heracles; Deivid, Marcelo Oliveira, Cléber Santana e Marcinho; Guerrón e Adaílton.

Palmeiras: Kleber e Thiago Heleno serão as novidades. O primeiro está recuperado de dores no joelho direito, e o segundo curou uma amigdalite. O esquema de Felipão deve ser mantido, com Patrik na armação e três homens mais avançados. O time: Marcos, Cicinho, Thiago Heleno, Henrique e Gabriel Silva; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Patrik; Luan, Kleber e Fernandão.

Atlético-PR: os meias Branquinho e Paulo Baier e o atacante Morro García seguem em recuperação no departamento médico. O também atacante Nieto faz trabalhos por uma melhor condição física. Não há jogadores suspensos.

Palmeiras: Maurício Ramos, suspenso, e Valdivia, com uma lesão na coxa direita que o tira de combate por um mês. Dinei e Maikon Leite também estão machucados e têm processo de recuperação mais longo.

Atlético-PR: Fabrício, Gustavo Araújo, Madson, Robston, Rodriguinho e Wagner Diniz.

Palmeiras: Chico, Gabriel Silva, Henrique, João Vítor, Kleber, Patrik e Rivaldo.

Atlético-PR: Guerrón, terceiro maior artilheiro do Atlético-PR na temporada, terá nova oportunidade nesta quarta-feira. Em 2011, ele fez oito gols - três pela Copa do Brasil e cinco pelo Campeonato Paranaense. O último jogo do equatoriano como titular, porém, foi na derrota para o Figueirense, pela quinta rodada.

Palmeiras: convocado para a Seleção Brasileira, o zagueiro Henrique vai com moral para o duelo. Revelado pelo Coritiba, ele tem larga experiência em confrontos contra o Atlético-PR e diz que levava vantagem nos clássicos.

Guerrón, atacante do Atlético-PR: “Eu vim para o Atlético para jogar, para ajudar a equipe. Agora estou completamente motivado para fazer um bom jogo. Na minha cabeça, só passa ganhar, fazer gols e tirar o Atlético dessa situação”.

Henrique, zagueiro do Palmeiras: "Todos os jogos são difíceis, na situação em que eles estão vai ser difícil demais. Temos de entrar com mais vontade do que eles. Para mim não faz diferença se é o Atlético ou a Argentina, vou entrar com o máximo de disposição”.

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia .

* Na Arena da Baixada, o Atlético-PR leva vantagem sobre o Palmeiras. O Rubro-Negro venceu cinco partidas, contra uma do Verdão. Foram três empates, 13 gols do Furacão e cinco do Porco. No último jogo entre eles no palco do jogo desta quarta-feira, o Atlético-PR venceu por 1 a 0 com gol do argentino Nieto aos 39 minutos do segundo tempo.

* Como mandante no atual Brasileirão, o Atlético-PR obteve três vitórias, quatro empates e três derrotas. Ele marcou 11 e sofreu 12 gols. Já o Palmeiras, como visitante, tem uma vitória, cinco empates e quatro derrotas. O clube paulista fez oito e levou 13 gols.

No último jogo entre Atlético-PR e Palmeiras, o Verdão levou a melhor e venceu por 1 a 0 na capital paulista. O volante Chico, ex-Furacão, fez o único gol do jogo. Pouco antes, o lateral-direito Rômulo, do Rubro-Negro paranaense, tinha sido expulso. A partida ocorreu no dia 4 de junho, no Estádio do Canindé, que recebeu público de 10.372 torcedores.            

veja também