MENU

Pirelli: Troca de pneus em bandeira vermelha não deve ser permitida

Pirelli: Troca de pneus em bandeira vermelha não deve ser permitida

Atualizado: Segunda-feira, 30 Maio de 2011 as 3:04

 A Pirelli quer rever a regra da Fórmula 1 que causou polêmica no GP de Mônaco, neste domingo, com a interrupção da prova a sete voltas do final. Com a bandeira vermelha levantada, as equipes foram autorizadas pelos comissários da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) a fazer mudanças em seus carros, inclusive a troca de pneus. Com a movimentação, Sebastian Vettel - que liderava com muitas dificuldades e estava sendo pressionado por Fernando Alonso e Jenson Button - cruzou facilmente a linha de chegada.

- Nós realmente não entendemos a regra, e talvez precisemos perguntar às equipes por que eles acham que devem ser autorizados a trocar os pneus. Eu acho que foi um pouco vergonhoso com a bandeira vermelha, é claro, porque se eles não tivessem mudado os pneus, então eles teriam que lutar até o fim como estavam fazendo, todos em diferentes estratégias. Foi uma pena não ver o final desta corrida com o jogo de estratégias que estava sendo formado - comentou o diretor de competições da fabricante, Paul Hembery.

O dirigente disse também que as alterações nos carros mudaram o rumo da corrida e destacou a frustração dos fãs com o ocorrido. Hembery foi categórico ao afirmar que as regras devem ser ajustadas para impedir que as equipes troquem as borrachas caso haja uma outra situação como esta nas próximas provas.

- Eu posso entender que há uma consideração à segurança, mas, para ser honesto, estou pensando mais sobre isso tudo do ponto de vista dos fãs. Muitas pessoas estavam gritando para mim dos barcos no porto e perguntando por que eles foram autorizados trocar. Tirou algo da corrida e a questão é se os pneus durariam. Isso é o que todos estavam perguntando faltando sete voltas para o final. Seria excitante. Será que Sebastian atingiria o limite máximo do pneu? - questionou Hembery, de acordo com a revista inglesa "Autosport".

Vettel na relargada do GP de Mônaco (Foto: AP)          

veja também