MENU

Pirulito lamenta problema de Breno e diz: 'A prisão não vai ajudar'

Pirulito lamenta problema de Breno e diz: 'A prisão não vai ajudar'

Atualizado: Quinta-feira, 29 Setembro de 2011 as 3:37

Depois do recorde, a solidariedade. Parceiro de Breno na formação da melhor defesa da história do Brasileirão de pontos corridos, com apenas 19 gols sofridos, em 2007, Alex Silva falou nesta quinta-feira sobre a prisão do ex-companheiro na Alemanha, por acusação de ter incendiado a própria casa, em Munique. Surpreso com a situação, o defensor do Flamengo buscou explicações para o episódio e se mostrou contrário a detenção do amigo.

- Particularmente, fiquei muito triste. Mandei pelo Facebook uma frase dizendo que estamos orando para que tudo se resolva. Pelo que o conheço de São Paulo e Olimpíadas, realmente está passando por problemas. Também tive dificuldades quando me lesionei e voltei a sentir no retorno. Não é fácil. Ele estava há 10 meses sem jogar e passou por isso. Só que não precisa de prisão. Não ajuda em nada. Torço para que ele saia dessa situação e dê a volta por cima o mais rápido possível.

Pirulito garantiu nunca ter presenciado nenhum momento de descontrole de Breno no período em que conviveram. Por outro lado, disse já ter conhecimento dos graves problemas pessoais que podem ter tirado o zagueiro do Bayern de Munique do juízo.

- É difícil dizer. No São Paulo, ele só viveu fase boa. Formamos a melhor defesa do campeonato, ele foi para Seleção e depois foi vendido. Nunca o vimos com problema nem triste. Por isso, a surpresa. Conversando com pessoas próximas, sabíamos que o problema era sério. Talvez pelo casamento, ou pela lesão. Acabou em depressão e chegou a esse ponto.

Citando a própria experiência vivida também na Alemanha, quando se lesionou no Hamburgo, Alex Silva apontou o apoio familiar e até mesmo a compreensão do clube, que o liberou para retornar ao São Paulo, como fundamentais em sua recuperação.

- Quando fiz minha segunda cirurgia, também tive problemas. Não chegou a ser uma depressão porque minha família ajudou. Lá fora, a fisioterapia não é tão avançada, o tratamento não rende, e dá vontade de voltar. Tive a sorte de ter um irmão macaco velho no futebol (Luisão, do Benfica). Talvez, o Bayern tenha culpa nisso por não liberá-lo para voltar ao Brasil.

O clube alemão, por sua vez, garantiu total apoio a Breno e seus familiares no episódio do incêndio.          

veja também