MENU

Poliana termina em sexto e se garante em Londres

Poliana termina em sexto e se garante em Londres

Atualizado: Terça-feira, 19 Julho de 2011 as 9:18

A paulista Poliana Okimoto terminou na sexta posição dos 10km da Maratona Aquática no Mundial de Xangai, na China. Com isso, garantiu um lugar nos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Outra brasileira na disputa, a baiana Ana Marcela Cunha ficou em 11º, a uma posição da vaga. Quem se deu bem na praia de Jinshan foi britânica Keri-Anne Payne (nascida na África do Sul), que conquistou o bicampeonato.

Poliana ainda vai competir nos 5km, prova em que foi bronze no Mundial de Roma-2009 e sétima colocada nos Jogos de Pequim-2008.

- Estou muito aliviada porque a prova foi dura, tinha mais gente do que no Mundial anterior e estava muito abafado, o que provocou a saída de muitas atletas passando mal. O Mundial no ano anterior aos dos Jogos Olímpicos é mais difícil, mais forte, e eu consegui melhorar uma posição em relação a Roma e não fiquei longe das primeiras colocadas. Poderia ter conseguido pódio. Agora, mais leve, estou bem animada para a prova dos cinco quilômetros, na sexta-feira – disse.

Poliana Okimoto terminou em 6º a prova vencida pela bicampeã Keri-Anne Payne (Foto: Divulgação / AGIF)

  Ouro nos 10km na Copa do Mundo do ano passado, Poliana completou a prova em 2h02m13s6. Ana Marcela (ouro na Copa em 2010) fez o tempo de 2h02m22s2, 3s95 atrás da espanhola Erika Villaecija Garcia, que garantiu a última vaga. A baiana saiu da água chorando.

- Estou muito triste, mas com a consciência de ter nadado bem e feito uma boa prova e ter me preparado bastante. Ainda não deu pra sentir a dor da perda da vaga olímpica, mas começo a focar os Jogos do Rio, em 2016 – disse.

O pódio, que teve Keri-Anne Payne (fechou em 2h01m58s1) no lugar mais alto, contou também com as presenças da italiana Martina Grimaldi (prata, com 2h01m59s9) e a grega Marianna Lymperta (bronze, 2h02m01s8).

Consiglio é retirada da água (Foto: Reuters)

  Com crise de pânico, italiana Consiglio abandona

Outra representante da Itália, Giorgia Consiglio não completou a prova. Devido a uma crise de pânico durante o percurso, a nadadora foi obrigada a desistir, sendo retirada da água com a ajuda dos fiscais e médicos. A informação preliminar é que uma hiperventilação teria causado o problema vivido por Consiglio.            

veja também