MENU

Ponte chega a ficar com 3 a 1, mas Mirassol busca o empate

Ponte chega a ficar com 3 a 1, mas Mirassol busca o empate

Atualizado: Domingo, 12 Fevereiro de 2012 as 10:54

Gazeta

Após sair perdendo por 2 a 0, diminuir e levar o 3 a 1, o Leão buscou a igualdade com dois gols do zagueiro Igor

O Mirassol mostrou grande poder de reação na noite deste sábado para conseguir um empate por 3 a 3 diante da Ponte Preta, no estádio José Campos Maia, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Após sair perdendo por 2 a 0, diminuir e levar o 3 a 1, o Leão buscou a igualdade com dois gols do zagueiro Igor.

Com o resultado, os ponte-pretanos somam o terceiro jogo seguido sem vitória, chegando a 11 pontos e podendo, com uma combinação de resultados, deixar o G-8 da competição. Os anfitriões, por sua vez seguem perto da zona de classificação, com nove.

Veja também: São Paulo vence a Ponte Preta e retoma liderança

Na próxima rodada, os comandados de Ivan Baitello recebem o Santos, às 18h30 (de Brasília) do sábado de Carnaval. Os campineiros, às 19h30 da sexta, recebem o Oeste no Moisés Lucarelli.

O Jogo - Determinados a encerrar os tropeços das últimas rodadas, os visitantes iniciaram o duelo a todo vapor. Logo aos três minutos, Bruno Nunes recebeu na área, girou sobre a marcação e bateu firme, no canto, abrindo o placar.

Sem deixar os anfitriões respirarem, a Macaca logo ampliou a diferença no marcador. Renato Cajá, que jogou quase que como segundo atacante, arriscou da entrada da área e Fernando Leal espalmou para frente. Bruno Nunes, mostrando oportunismo, chegou para cutucar e fazer o 2 a 0.

E mais: Willian José lava a alma e manda recado para a diretoria

O primeiro tempo pouco teve de emoção após o quente início. Parecia tudo estar reservado para a etapa final. E, logo aos três minutos, Alex Silva bateu falta, Lauro resvalou na bola e ela bateu no travessão. Após ficar quicando em cima da linha, Borebi chegou para colocar nas redes.

Os anfitriões levaram um balde de água fria dez minutos depois. Em contra-ataque, Enrico chutou e Fernando Leal defendeu. Márcio Diogo pegou a sobra, limpou um marcador e, mesmo sem ângulo, tocou entre as pernas do arqueiro para anotar um belo gol.

Confira a classificação do campeonato paulista

Quando tudo parecia decidido para os campineiros, a mesma arma do primeiro gol voltou a funcionar para o time da casa. Alex Silva bateu falta aos 17 e Igor, de costas, desviou para o gol. Quatro minutos depois, lance parecido, mas dessa vez com Lauro socando o ar e o mesmo Igor testando para o gol vazio, para a festa da torcida.

No último lance de jogo, Márcio Diogo invadiu a área e, cara a cara com Fernando, parou em bela intervenção do arqueiro, garantindo o 3 a 3.


Continue lendo...

veja também