MENU

Pontos perdidos para São Paulo de Muricy podem tirar o título do Palmeiras

Pontos perdidos para São Paulo de Muricy podem tirar o título do Palmeiras

Atualizado: Terça-feira, 1 Dezembro de 2009 as 12

Os palmeirenses lamentam a queda de rendimento do time na reta final do Campeonato Brasileiro, com pontos importantes perdidos para equipes rebaixadas, como o Náutico e o Sport, ou na briga para não cair, casos de Santo André e Fluminense. Mas, se nos pontos corridos todo jogo é uma decisão, os dois que hoje separam o time do líder Flamengo podem ter sido perdidos lá no começo: num empate por 0 a 0 com o São Paulo, na terceira rodada, quando o rival era dirigido justamente pelo técnico Muricy Ramalho, hoje à frente do Palmeiras.

Naquela tarde de 24 de maio, no Palestra Itália, o campo do Palmeiras, as duas equipes fizeram um jogo tenso e bastante truncado, com pouca inspiração dos ataques, tanto que os dois melhores em campo foram os goleiros Marcos e Denis, segundo reserva do São Paulo, titular naquele dia por conta de lesões de Rogério Ceni e Bosco.

As duas equipes, à época, estavam mais interessadas na Libertadores, competição pela qual jogariam dias depois pelas quartas de final, com resultados ruins: o Verdão ficou no 1 a 1 com o Nacional, do Uruguai (depois seria eliminado com um 0 a 0, fora de casa), e o São Paulo perdeu por 2 a 1 para o Cruzeiro - que no jogo de volta venceria de novo, por 2 a 0.

Então técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo reclamou da arbitragem, citando um pênalti de Miranda em Diego Souza não marcado pelo juiz Rodrigo Braghetto. Muricy, por sua vez, saiu satisfeito com o empate fora de casa - o Tricolor seguia sem vencer no Brasileiro, mas fazia sua primeira partida razoável.

''Criamos muitas chances. Mostramos uma nova cara, bem diferente das outras partidas. Acredito que voltamos a ser um time forte hoje. E vou te dizer uma coisa: esse time quando está com confiança é complicado de bater''.

O tempo passou, Muricy deixou o São Paulo menos de um mês depois daquele jogo e certamente não imaginava que, no fim do campeonato, estaria do outro lado, lamentando que aqueles dois pontos perdidos pelo Palmeiras fariam tanta falta na briga pelo título brasileiro consecutivo.

Com 62 pontos, o Verdão está em terceiro lugar, e só será campeão se vencer o Botafogo no Rio de Janeiro e for ajudado por tropeços do Flamengo, que recebe o Grêmio, e do Internacional, que joga em casa contra o Santo André. O São Paulo, com os mesmos 62 do Palmeiras, tem pior saldo de gols, e ainda precisa, além de vencer o Sport, descontar também essa desvantagem.

Ficha Técnica

Palmeiras 0 X 0 São Paulo

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP).

Data: 24 de maio de 2009, domingo.

Horário: 16 horas (de Brasília).

Renda: R$ 472.201,24.

Público:12.023 pagantes.

Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP).

Auxiliares: Ednilson Corona (Fifa-SP) e Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP).

Cartões amarelos: Jumar (Palmeiras); Zé Luís (São Paulo).

Cartões vermelhos: Maurício Ramos (Palmeiras) e Richarlyson (São Paulo)

Palmeiras: Marcos; Danilo (Lenny), Maurício Ramos e Marcão; Wendel, Jumar, Cleiton Xavier, Mozart (Souza) e Armero; Diego Souza e Keirrison (Ortigoza).

Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

São Paulo: Denis; Zé Luis, André Dias, Miranda e Richarlyson; Eduardo Costa, Hernanes (Arouca), Hugo (Junior Cesar) e Jorge Wagner (André Lima); Dagoberto e Washington.

Técnico: Muricy Ramalho.

veja também