MENU

Por 'força a mais', Palmeiras visita AACD às vésperas do dérbi

Por 'força a mais', Palmeiras visita AACD às vésperas do dérbi

Atualizado: Quinta-feira, 1 Dezembro de 2011 as 3:24

Bruno, da AACD, ganha abraço e autógrafo de

Assunção (Foto: Marcos Guerra/Globoesporte.com) Quando se arrumou para sua sessão de terapia ocupacional, o pequeno Bruno Faustino, de apenas cinco anos, não sabia que o Palmeiras visitaria a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), mesmo assim vestiu sua camisa alviverde. Ele esperava ansioso pelos seus ídolos, Deola e Marcos Assunção, brincava com os microfones dos jornalistas, não parava quieto. Assim que o ônibus do Verdão chegou, ele correu para ser o primeiro a cumprimentar os jogadores e foi recompensado com muitos abraços e autógrafos.

Esse clima de tietagem se seguiu durante toda a visita dos palmeirenses às instalações da entidade, nesta quinta-feira, em São Paulo. Deola, que o Bruno tanto queria ver, teve um contra-tempo e não pode comparecer ao encontro com as crianças da AACD, mas Marcos Assunção, Luan e Maurício Ramos foram entregar um cheque para a compra de oito próteses para a instituição. Os jogadores foram acompanhados pelos garotos da sub-17, Lucas Taylor e Bruno Dybal, pelo gerente de futebol César Sampaio e pelo vice de futebol, Roberto Frizzo.

- Ver a forma como essas crianças se divertem e se superam é muito emocionante. Vamos aprender muito com eles, porque são verdadeiros guerreiros – disse Luan. O atacante participou de uma roda de capoeira, trocou passes com os garotos da AACD e até aprendeu a fazer uma prótese. Às vésperas de um clássico contra o Corinthians, que pode decidir o Brasileirão, as provocações também marcaram presença no encontro. Entre fotos, abraços, autógrafos e sorrisos, alguns torcedores gritaram “vai, Corinthians”. Os palmeirenses, porém, levaram a afronta na esportiva e até cumprimentaram os alvinegros presentes. Para Luan, o encontro trouxe boas energias para o dérbi de domingo, às 17h (horário de Brasília), no Pacaembu.

- É uma força a mais não só para o clássico, mas também para seguir em frente na vida.

Luan troca passes com garoto em visita à AACD (Foto: Marcos Guerra/Globoesporte.com)        

veja também