MENU

Por maturidade, Rivaldo quer Lucas, Neymar e Ganso jogando na Europa

Por maturidade, Rivaldo quer Lucas, Neymar e Ganso jogando na Europa

Atualizado: Terça-feira, 16 Agosto de 2011 as 2:22

Rivaldo durante treino do São Paulo

(Foto: Luiz Pires / VIPCOMM)

  Enquanto São Paulo e Santos lutam contra propostas milionárias do exterior para manterem o trio Lucas, Paulo Henrique Ganso e Neymar no Brasil, o pentacampeão Rivaldo gostaria que os jogadores fossem negociados. Para o meio-campista tricolor, os atletas precisam de experiência internacional para chegarem prontos à Copa do Mundo de 2014.

- Muitos querem que eles continuem, mas eu sou da opinião de que precisam sair o mais rápido possível para pegarem experiência e respeito das pessoas, como tinham comigo, Ronaldo, Ronaldinho. Com um ou dois anos lá fora, todo mundo vai conhecer a grandeza desses jogadores, vão pensar duas vezes antes de ir para cima deles. Eles precisam enfrentar adversários contra quem vão jogar em 2014 - afirmou.

Nas últimas semanas, São Paulo e Santos recusaram propostas milionárias de clubes do exterior. O Internazionale ofereceu cerca R$ 60 milhões por Lucas, valor descartado pelo Tricolor. Já o Peixe disse "não" a quase R$ 100 milhões do Real Madrid por Neymar e também não quis negociar Paulo Henrique Ganso com o Paris Saint-Germain.

- Talento eles têm. São jogadores muito falados aqui no Brasil. Se jogarem lá (Europa) 80% do que jogam aqui estarão brigando para serem o melhor do mundo. Tem de estar lá fora - ressaltou.

Rivaldo, aliás, ganhou ainda mais projeção atuando no Velho Continente. Depois de dois anos de destaque no Corinthians e no Palmeiras, o jogador foi negociado em 1996 com o La Coruña-ESP. O melhor momento da carreira foi vivido no Barcelona, entre 1997 e 2002, período em que chegou a duas decisões de Copa do Mundo, sendo campeão no mundial disputado na Ásia - Coreia e Japão. Em 1999 foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa.

- Claro que entendo os presidentes, as coisas que acontecem no clube, mais cedo ou mais tarde, porém, eles têm de sair e jogar lá fora para voltar maduros - completou.          

veja também