MENU

Por "respeito", Roberto Carlos evita falar em seleção

Por "respeito", Roberto Carlos evita falar em seleção

Atualizado: Terça-feira, 5 Janeiro de 2010 as 12

Se Ronaldo Fenômeno avisou abertamente ao técnico Dunga que sonha em jogar um futebol de alto nível no Corinthians em 2010 e, com isso, ter a oportunidade de disputar a Copa do Mundo da África do Sul, sua quinta na carreira, outro veterano que atuará pelo Timão e também conhece intimamente o time verde e amarelo preferiu focar seu discurso somente nos objetivos do Alvinegro.

Questionado a respeito da possibilidade de voltar a ser chamado para defender a seleção nacional, Roberto Carlos não negou que nutre um sentimento positivo a respeito do assunto, mas deixou claro que essa não é sua prioridade no retorno ao Brasil.

''Eu vim para o Corinthians pensando no Corinthians, mas, se surgir a oportunidade de voltar à seleção, vou agarrar'', avisou, sem deixar de elogiar alguns dos atuais favoritos de Dunga para o setor, um dos poucos ainda não definidos na cabeça do comandante canarinho.

''Há muitos jogadores bons brigando por um lugar, como o André Santos e o Kléber, mas depende do Dunga. Tenho que esperar esses três ou quatro meses do Campeonato Paulista, ver meu estado físico e minha readaptação. Se estiver bem, a oportunidade vai aparecer'', apostou.

Ao falar mais diretamente sobre o que espera de sua readaptação ao país, Roberto Carlos, que está fora do Brasil desde 1995, quando foi negociado pelo Palmeiras com a Inter de Milão, foi otimista. ''Volto depois de muito tempo. Comecei no União São João e estou fora do Brasil há muito tempo. Mas quem sabe jogar bola não esquece. É só um pouco de treino para me readaptar'', concluiu.

Por Paulo Amaral

veja também