MENU

Por título, Timão tenta atrapalhar ida do Figueira para a Libertadores

Por título, Timão tenta atrapalhar ida do Figueira para a Libertadores

Atualizado: Domingo, 27 Novembro de 2011 as 10:46

A turbulenta temporada de 2011 pode acabar em festa para o Corinthians neste domingo. Depois de meses recheados com a dolorosa derrota para o Tolima-COL, a aposentadoria de Ronaldo, a chegada (e lesão) de Adriano e muita pressão da torcida, o Timão tem, a partir das 17h, no estádio Orlando Scarpelli, a chance de comemorar seu quinto título nacional. Mas, do outro lado, há um adversário muito interessado em acabar com a alegria paulista. Com uma grande campanha no segundo turno, o Figueirense joga para se manter na zona de classificação e agarrar uma inédita vaga na Taça Libertadores.

A dramática vitória por 2 a 1, de virada, sobre o Atlético-MG, com gol salvador de Adriano aos 43 minutos do segundo tempo, colocou o Corinthians bem perto da taça, mas com a obrigação de vencer em Santa Catarina. Com 67 pontos, o Timão será campeão se bater o Figueirense por qualquer placar e contar com um tropeço do vice-líder Vasco no clássico contra o Fluminense, no mesmo horário, no Engenhão. O discurso ao longo da semana foi de respeito aos catarinenses, que venceram os paulistas por 2 a 0 no duelo do primeiro turno, no Pacaembu. Internamente, porém, os corintianos não querem perder a chance de sacramentar a conquista com uma rodada de antecedência, sobretudo pelo confronto final ser contra o Palmeiras. O arquirrival promete até aumentar a premiação dos jogadores para atrapalhar a vida de seu histórico adversário.

Já o Figueirense tem mais uma chance de ficar mais próximo da classificação para o maior torneio das Américas. Na rodada passada, foi goleado em casa por 4 a 0 pelo Fluminense e permaneceu com 57 pontos, ainda na quinta colocação. Um triunfo coloca o clube em ótima situação para o último jogo, diante do rival e rebaixado Avaí, na Ressacada.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances da partida em Tempo Real, com vídeos exclusivos. A Rede Globo transmite a partida para para os estados de RS, SC (exceto Florianópolis), PR, SP, GO, TO, MS, MT e as cidades de Caruaru-PE, Uberlândia-MG e Ituiutaba-MG; o Premiere também exibe, através do sistema pay-per-view.

Figueirense: Jorginho tem dois desfalques importantes: o volante Túlio, fora do Brasileiro por lesão, e o meia Elias, que recebeu o terceiro amarelo e está suspenso. Ygor, que cumpriu suspensão na rodada passada, e Júlio César, recuperado de uma contratura na coxa esquerda, voltam. O time é o seguinte: Wilson; Bruno, Roger Carvalho, Edson Silva e Juninho; Ygor, Coutinho, Maicon e Fernandes; Wellington Nem e Júlio César.

Corinthians: depois de uma semana de mistério, Tite decidiu no sábado manter a escalação da equipe que venceu o Atlético-MG. Apesar da atuação apagada diante do Galo, Danilo venceu a disputa particular com Alex pela vaga na armação e está confirmado. Nas outras posições, nenhuma mudança. O Timão começa a partida com: Julio Cesar, Alessandro, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Willian, Liedson e Emerson.

Figueirense: Wilson Pittoni e Túlio, lesionados, além de Elias, suspenso.

Corinthians: ninguém.

Figueirense: Aloísio, Bruno Vieira, Coutinho, João Paulo, Júlio César,Rhayner, Roger Carvalho e Wilson Pittoni.

Corinthians: Chicão, Danilo, Leandro Castán, Ralf e Willian.

O aspirante ao quadro da Fifa Wilton Pereira Sampaio (DF) apita a partida, auxilidado por Erich Bandeira (Fifa/PE) e Roberto Braatz (Fifa/PR). Ao todo, Wilton Pereira participou de 17 jogos, aplicou cem cartões amarelos (média de 5,8) e sete vermelhos (média de 0,4), marcou 668 faltas (média de 39,2) e quatro pênaltis no Campeonato Brasileiro, que registra média de 5,2 amarelos, 0,3 vermelho e 35,6 faltas. Destes amarelos, 50 foram para mandantes e 50 para visitantes. Ele apitou três jogos do Timão e um dos catarinenses na Série A deste ano: Atlético-GO 0 x 1 Corinthians, pela nona rodada, Avaí 3 x 2 Corinthians, pela 13ª, Coritiba 1 x 0 Corinthians, pela 21ª, e Ceará 1 x 1 Figueirense, pela 28ª.

Figueirense: fora do time desde os dez minutos do empate por 0 a 0 como Flamengo, na 35ª rodada, o atacante Júlio César é o jogador mais incisivo do Figueira. Movimenta-se muito, tem um chute violento e é o artilheiro da equipe no Brasileiro, com 11 gols.

Corinthians: apesar de a condição física não ser a ideal, Liedson continua sendo a grande arma ofensiva do Timão para chegar à taça já nesta rodada. Autor do gol que deu início à reação diante do Atlético-MG, o Levezinho luta, aos 33 anos, pela conquista do título mais importante da carreira. Ele é também o artilheiro da equipe no Brasileirão, com 11 gols.

Jorginho, técnico do Figueirense: "O Corinthians já foi campeão brasileiro, e nós nunca fomos para a Libertadores. Então, esse é o jogo da nossa vida. Com certeza vamos estar muito mais motivados. Se eles acham que vão vir aqui pensando em ser campeões, isso não vai acontecer. Nós vamos dar a nossa vida e adiar isso".

Tite, técnico do Corinthians: “A possibilidade do título é real, mas ela passa por um resultado paralelo. Nós respeitamos muito o Figueirense pela grande campanha que vem fazendo. Vamos enfrentar o Figueirense da média de todo o campeonato e não aquele da goleada para o Fluminense. Será um grande jogo”.

* Quem tem vantagem? Confira o histórico do confronto na Futpédia

* Este é o nono Campeonato Brasileiro por pontos corridos. Nos oito anteriores, apenas em duas edições houve alteração de líderes nas últimas duas rodadas. Em 2004, o Atlético-PR liderava o Brasileiro com dois pontos de vantagem sobre o Santos, que acabou campeão. Em 2009, o Flamengo estava em segundo lugar a duas rodadas do fim com um ponto atrás do São Paulo e inverteu a situação.

* O Figueirense jamais derrotou o Corinthians em Florianópolis na história do Campeonato Brasileiro. Em sete jogos, o Timão venceu duas vezes, com cinco empates, e marcou dez gols, contra oito do adversário. 

No confronto do primeiro turno, o Figueirense surpreendeu e venceu o Corinthians por 2 a 0, no dia 20 de agosto, no Pacaembu. Perigosos nos contra-ataques, os catarinenses marcaram com Wellington Nem e Wilson Pittoni. O resultado impediu que o Timão conquistasse o simbólico título do primeiro turno do Brasileirão e manteve o clube de Florianópolis em posição intermediária na tabela.          

veja também