MENU

Portuguesa começa a Série B com goleada sobre o Náutico no Canindé

Portuguesa começa a Série B com goleada sobre o Náutico no Canindé

Atualizado: Sábado, 21 Maio de 2011 as 8:59

Com extrema facilidade, a Portuguesa goleou o Náutico por 4 a 0 neste sábado, no Canindé, na estreia das duas equipes na Série B do Campeonato Brasileiro. Com dois minutos de jogo a Lusa já vencia, com gol de Ananias. A goleada foi construída na segunda etapa, com Guilherme, Henrique e um gol contra de Jorge Fellipe.

O Náutico esboçou uma reação ainda na etapa inicial, mas acabou parando na bem postada zaga do time paulista, principalmente por mostrar quase nenhuma criatividade - o ex-palmeirense Deyvid Sacconi, com a camisa 10 do Náutico, pouco produziu e acabou substituído no segundo tempo. Bruno Meneghel e Kieza, no ataque, eram pouco municiados.

Com diversos jogadores formados na base , como o zagueiro Jaime e os meio-campistas Guilherme e Henrique, a Portuguesa se mostrou um time veloz, de muita mobilidade. O placar foi aberto num contra-ataque puxado por Henrique e concluído por Ananias com um chute rasteiro e cruzado, no canto direito do goleiro Gledson, aos dois minutos. Pouco antes, Deyvid Sacconi havia perdido um gol feito, no único grande vacilo da zaga da Lusa no jogo inteiro.

Comandada pelo técnico Jorginho, a Portuguesa se mostrou bem diferente daquele time que foi eliminado nas quartas de final do Paulistão pelo São Paulo - no lugar de uma equipe “pesada”, houve toque de bola e velocidade. E isso muito em função da ausência do centroavante Jael, que costuma ser a referência para quem vem de trás como um pivô. Suspenso, ele não enfrentou o Náutico.

Apesar das várias mudanças no elenco, o grande destaque foi um velho conhecido da torcida da Portuguesa: o meia Marco Antônio. Foi ele, por exemplo, o autor do lindo passe por cobertura que originou o quarto gol, marcado por Henrique. Antes, a Lusa já havia ampliado com um gol contra de Jorge Fellipe - a bola bateu no zagueiro do Náutico e entrou, após cabeçada de Marcelo Cordeiro - e um belo chute de Guilherme, em jogada de Luis Ricardo.

O Náutico, do técnico Waldemar Lemos, além de mostrar deficiência na armação, abusou das falhas defensivas. Mesmo jogando no esquema 3-5-2, com três zagueiros e dois cabeças de área, o time pernambucano se mostrava exposto, principalmente por não conseguir deter as investidas dos volantes da Portuguesa ao ataque. Guilherme e Henrique apareciam com muita liberdade no meio da defesa do Náutico.

Com a goleada na estreia, a Lusa larga entre os primeiros da Série B. O próximo jogo é contra o Paraná, terça-feira, em Curitiba. Já o Náutico recebe o Goiás no estádio dos Aflitos, no sábado.  

veja também