MENU

Portuguesa não resiste aos desfalques e perde da Ponte Preta

Portuguesa não resiste aos desfalques e perde da Ponte Preta

Atualizado: Quinta-feira, 27 Janeiro de 2011 as 8:30

A Portuguesa sentiu, e muito, os cinco desfalques na partida desta quarta-feira, contra a Ponte Preta, no estádio do Canindé. Com pouca criatividade, a equipe rubro-verde apenas conseguiu balançar as redes através de um 'frango' do goleiro Bruno, enquanto o time campineiro chegou aos três gols e à vitória de 3 a 1 através de belas jogadas de seu setor ofensivo.

O resultado quebra uma invencibilidade de três meses da equipe rubro-verde como mandante - a última derrota aconteceu no dia 23 de outubro do ano passado, diante do América-RN, por 2 a 1, no estádio do Canindé. Além disso, o placar tira a Portuguesa do G-8, perdendo uma das posições justamente para a Ponte Preta, que agora aparece entre os oito melhores classificados da competição.

O técnico Sérgio Guedes não pôde contar com Dodô e Marco Antônio, vetados pelo departamento médico, Héverton e Fabrício, que não devem mais seguir na equipe (leia mais), e Ferdinando, desfalque de última hora que foi liberado para resolver problemas particulares. Com o time praticamente ‘misto’, a Portuguesa não teve forças para superar a Ponte e quebrou uma sequência de duas vitórias seguidas.

Com o resultado, permanece com seis pontos conquistados, mesmo número que a Ponte Preta, mas com um gol a menos de saldo. A equipe campineira iniciou a competição com problemas, e foi derrotada nas duas primeiras rodadas. No jogo passado, surpreendeu o São Paulo em pleno Morumbi, e agora embalou de vez com mais uma vitória fora de casa diante da Portuguesa.

Com o jogo aberto que Portuguesa e Ponte Preta apresentaram a partir do apito inicial de Cleber Wellington Abade, a rede ser balançada era questão de tempo. E assim foi, com três gols em apenas 23 minutos. Quem abriu o placar foi o time campineiro. Tiago Luís – que havia entrado no lugar de Márcio Diogo aos 8min - tocou para Ricardo de Jesus, que fez muito bem o papel de pivô e deixou a bola com Renatinho.

De pouco antes da grande área, o meia-atacante da Ponte Preta finalizou forte, à esquerda de Weverton, e fez 1 a 0, aos 13min. O empate da Portuguesa veio logo depois, com um ‘frango’ de Bruno. Guilherme arriscou de fora da área, de direita, e a bola acabou passando por debaixo do goleiro alvinegro. Porém, mais cinco minutos de jogo e mais um da Ponte Preta.

O atacante Tiago Luís fez jogada individual pela esquerda, tirou o zagueiro e bateu forte, rasteiro; no rebote do goleiro Weverton, Ricardo de Jesus apareceu sozinho para empurrar a bola para o fundo do gol, colocando o time visitante novamente em vantagem. Apesar da incrível falha no primeiro gol, o goleiro Bruno começou a se destacar com boas defesas.

Na etapa final, a Portuguesa bem que tentou. Incluindo o técnico Sérgio Guedes, que procurou solução no banco de reservas (colocando Rafael Silva e Henrique), mas não conseguiu fazer com que sua equipe encontrasse o caminho do gol. Mais organizada e consciente do que fazia em campo, a Ponte Preta soube administrar o resultado e já nos acréscimos ainda ampliou com Gérson, com direito a lindo drible no goleiro Weverton e bola para as redes.  

veja também