MENU

Presidente da Ferrari sugere formação de campeonato próprio a partir de 2013

Presidente da Ferrari sugere formação de campeonato próprio a partir de 2013

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 4:07

Montezemolo, presidente da Ferrari, sugere mudanças na F-1 (Foto: agência Getty Images)

  Luca Di Montezemolo ascendeu a polêmica sobre a venda dos direitos da Fórmula 1, nesta sexta-feira. O presidente da Ferrari sugeriu que, com o término do contrato da empresa dona dos direitos - a CVC Capital Partners - em 2012, as equipes da F-1 poderiam considerar a criação de sua própria competição a partir de 2013, com a formação de uma nova categoria.

O dirigente italiano disse que não há razões para as equipes renovarem seus contratos com a CVC e declarou que está aberto a todo tipo de negociação para a manutenção da F-1 nos próximos anos. Além da ideia de formar uma categoria própria, Montezemolo cogitou mais duas alternativas.

- Nós temos que ser muito pragmáticos. No fim de 2012, os contratos de cada equipe com a CVC vão terminar. Então nós temos três alternativas: renovamos com a CVC ou, como os times de basquete fizeram nos Estados Unidos, com bastante sucesso, criamos nossa própria companhia, como a NBA, apenas para disputarmos as corridas e negociar os direitos de TV. A terceira seria encontrar um parceiro diferente - explicou Montezemolo.

Mais uma vez, o dirigente não poupou críticas às mudanças no regulamento da F-1. Contra as novas regras, Montezemolo até já ameaçou tirar a Ferrari da categoria. Desta vez, aproveitou o momento para reclamar da forma como está a temporada 2011

que, em função dos novos pneus Pirelli, se caracteriza por corridas de muitas paradas e brigas decididas nos boxes.

- Fomos muito longe com elementos artificiais. É como se fizéssemos os jogadores de futebol usarem tênis em um jogo na chuva. Ter muitos pit stops - veja, eu quero competição, ver os carros na pista. Não quero ver disputas nos boxes. Na última corrida (GP da Turquia) tivemos 80 paradas. Por favor, é muito. Acho que fomos muito longe com os carros, com muitos botões. O piloto fica focado neles - comentou o presidente do time italiano.      

veja também