MENU

Presidente do Botafogo admite emprestar Jobson ao Atlético-MG

Presidente do Botafogo admite emprestar Jobson ao Atlético-MG

Atualizado: Quarta-feira, 22 Dezembro de 2010 as 7:22

Desde a manhã desta terça-feira o atacante Jobson está em Belo Horizonte. Ele já fez exames médicos e esteve na sede do Atlético-MG, em Lourdes, para definir detalhes de um provável empréstimo. O mandatário atleticano chegou a afirmar que entre clube e jogador já estava tudo definido, faltando apenas o acerto com a equipe da Estrela Solitária.

E no fim da tarde, o presidente do Botafogo, Maurício Assunção, se pronunciou sobre o andamento da negociação.

- Oficialmente não tem nada certo. Ainda estamos negociando a transferência do jogador. Entre atleta e clube (Atlético), as coisas estariam acertadas. Agora tem que acertar com quem tem contrato com o jogador até 2015, que é o Botafogo. Se fosse uma venda, seria mais tranquilo, mas por empréstimo, precisa do parecer do Luiz Estevão (presidente do Brasiliense, clube que detém cerca de 50% dos direitos do jogador).

De acordo com Assunção, o empréstimo iria até o fim do Campeonato Mineiro e serviria como um teste para Jobson, já que constantemente o atleta vive em meio a polêmicas fora de campo. Caso o acordo se estendesse por um ano, o dirigente não iria querer enfrentar o atacante.

- Vou colocar uma cláusula de R$ 5 milhões. Não quero que me enfrente, porque é um baita de um jogador. Mas a pergunta que tenho me feito é a seguinte: será que o Jobson já desistiu do Jobson?.

Maurício Assunção explicou também que o Atlético-MG já havia feito uma sondagem, na tentativa de envolver Jobson em uma troca com outros jogadores, mas este tipo de transação não interessou aos cariocas.

- A primeira sondagem que foi feita (pelo Atlético-MG) por intermediários, era uma proposta de troca, mas o Botafogo não teve interesse. Aí, o André (André Santos, vice-diretor de Futebol do Botafogo) me disse que, agora a conversa passa a ser por um empréstimo (pago) em dinheiro, e isso começou a interessar. Mas neste caso, tem que ter a anuência do Luiz Estevão.

veja também