MENU

Presidente do Chelsea confirma que quer Neymar, mas nega aliciamento

Presidente do Chelsea confirma que quer Neymar, mas nega aliciamento

Atualizado: Segunda-feira, 16 Agosto de 2010 as 3:59

O presidente do Chelsea, Bruce Buck, confirma o interesse do clube na contratação de Neymar, estrela do Santos, mas nega que esteja aliciando o jogador, como acusa o mandatário santista, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro. O dirigente alvinegro até ameaçou levar o caso à Fifa para denunciar o clube inglês. Mas, segundo Buck, o Chelsea não fez nada de errado.

- Não houve nenhum tipo de aliciamento, quero deixar isso bem claro. Estamos observando alguns jovens jogadores brasileiros e ele (Neymar) é um deles - afirmou, em entrevista ao programa TalkSport, da rádio inglesa UTV.

Ao ser questionado sobre a possibilidade de Neymar vir a ser jogador do Chelsea, Bruce Buck foi evasivo.

- Quem sabe?

O Chelsea está oferecendo ao Santos € 30 milhões (R$ 67,8 milhões) pelo jogador. Mas a diretoria santista se mantém irredutível e diz que se o Chelsea quiser o jogador, terá de pagar o valor integral da multa rescisória: € 35 milhões (R$ 79,1 milhões). Nesta segunda-feira, o agente de Neymar, Wagner Ribeiro, e o pai do atleta, Neymar dos Santos Silva, chegam ao Brasil para apresentar ao jogador o que o Chelsea está oferecendo à família.

Ribeiro e Neymar pai se reuniram com representantes do Chelsea na segunda-feira passada em Nova York. Bruce Buck participou do encontro e prometeu se esforçar para levar o jogador para a Inglaterra. Apresentou proposta para contratar o jogador por cinco anos. O pai do Neymar gostou dos números.

Na terça-feira, haverá uma outra reunião: dessa vez entre a família do jogador e os dirigentes do Santos. Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro tentará convencer a família Neymar a ficar no Brasil. Para isso, apresentará um plano de carreira, com gatilhos salariais por objetivos alcançados. Um dos argumentos do presidente santista é o seguinte: Neymar, 18 anos, está muito jovem para ir embora. Ele poderia permanecer, disputar a Taça Libertadores, conquistar mais títulos, se consolidar como ídolo alvinegro e se fixar na seleção brasileira. Tudo isso agregaria mais valor ao jogador, que, daqui a algum tempo, teria condições de negociar um contrato ainda maior com clubes europeus.

Resta saber se Neymar, e seu staff, vão se convencer com a retórica do presidente alvinegro. Wagner Ribeiro já deixou claro que ficar não é a melhor opção.

- Se o Santos for só dar um aumento para o Neymar, não adianta. Ele precisa de projeção na carreira. Queremos que ele seja eleito o melhor jogador do mundo. A possibilidade de o Neymar ser escolhido o melhor do mundo jogando no Brasil é zero. Temos os melhores jogadores, mas não temos um campeonato de nível - afirmou o agente, em entrevista à Rádio Globo.

veja também