MENU

Presidentes dos clubes do Rio se unem para negociar direitos de TV

Presidentes dos clubes do Rio se unem para negociar direitos de TV

Atualizado: Quinta-feira, 24 Fevereiro de 2011 as 2:06

Os presidentes dos quatro grandes clubes cariocas reafirmaram nesta quinta-feira que romperam com o Clube dos 13 por discordarem da forma como vinham sendo negociados os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de 2012 a 2014.

Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco decidiram formar um bloco e negociarão em conjunto com possíveis interessados, embora, oficialmente, continuem filiados ao C-13. Na última quarta, Corinthians e Coritiba também formalizaram que pretendem negociar os direitos fora do formato de licitação formulado pela entidade.     O bloco de negociações dos cariocas será subdividido em duas áreas: jurídica e comercial. A segunda área ficará responsável por um estudo de audiência, incluindo pay-per-view e internet. Os números deste estudo irão nortear a divisão das cotas entre os quatro grandes. Todos sabem de antemão que o Flamengo terá direito a uma fatia maior, mas ninguém quis entrar em detalhes sobre valores ou percentuais.

Peter Siemsen, presidente do Fluminense, não descartou a hipótese de rompimento definitivo com o Clube dos 13 no futuro.

- Estamos muito pragmáticos em relação a tudo isso. A questão é simples. Nós não concordamos com o formato da negociação do Clube dos 13. Não estamos aqui para levantar bandeira. Nesse momento, continuamos filiados. Mas nada impede que, no futuro, possamos rever essa decisão.

Patrícia Amorim reforçou que não faria sentido negociar sem a ajuda de outras grandes marcas.

- Para mim seria fácil negociar sozinha. Aparentemente, o Flamengo ficaria em uma situação muito confortável. Mas a essência do Clube dos 13 precisa ser mantida, que é a discussão dos problemas para encontrar as melhores soluções e o melhor formato.

O presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, liderou a coletiva realizada em um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Ele abriu o evento lendo uma carta sobre a intenção do grupo, negando a hipótese de criação de uma nova liga.

- Não tem, por nossa parte, nenhum pensamento de formação de uma nova liga. Nós não rompemos com o Clube dos 13. Isso não é uma questão política, é apenas uma visão que tivemos sobre interesses comerciais similares. Nós temos aflições e temores e estamos com o mesmo problema para resolver. Mas não passa pela nossa cabeça a criação de liga A, B ou C nesse momento – discursou.

Roberto Dinamite disse que a torcida do Vasco ficará satisfeita com o resultado final das negociações.

- Nós estamos abertos ao diálogo e vamos discutir somente o que for melhor para o futebol do Rio. Estamos representando também os nossos torcedores e a força que eles têm.      

veja também