MENU

Pressão da Arena da Baixada não assusta o técnico Cuca, do Cruzeiro

Pressão da Arena da Baixada não assusta o técnico Cuca, do Cruzeiro

Atualizado: Segunda-feira, 12 Julho de 2010 as 9:08

O elenco do Cruzeiro segue se preparando para o retorno ao Campeonato Brasileiro, que será contra o Atlético-PR, na quarta-feira, às 19h30m (de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba. A partida promete ser bastante difícil, já que a pressão da torcida atleticana é reconhecidamente muito forte. Porém, Cuca não se impressiona.

- Se for jogar lá na Bahia é difícil também. No Olímpico, no Beira-Rio, na Ressacada. Esse campeonato não tem aquele jogo que você pode dizer que é fácil. A Arena é o chamado ‘caldeirão’, e a gente sabe que lá o Cruzeiro não tem tido aquela sorte. Mas eu estou confiante que a gente vai fazer um bom jogo e trazer o resultado positivo.

O Cruzeiro precisará realmente de um bom futebol para conquistar a vitória. Até mesmo porque a equipe mineira está em uma posição incômoda na classificação, com apenas nove pontos, em 11o lugar. Para piorar, o Atlético-PR, na 17a colocação, também partirá em busca da vitória, até mesmo para não figurar entre os quatro últimos da tabela.

A equipe celeste tem treinado forte e, na última sexta-feira, realizou um jogo-treino com o Tupi de Juiz de Fora. A vitória por 3 a 0 agradou a Cuca.

- Fizeram um primeiro tempo bom. Lógico que existem situações em que precisamos melhorar e corrigir atrás, passar um pouco mais da linha da bola para ficarmos mais encorpados. Mas são coisas que naturalmente vão se encaixando.

Durante a partida, o treinador fez várias alterações na equipe e colocou em campo inúmeros jogadores considerados reservas. Cuca espera que essas análises façam diferença nos próximos jogos do Campeonato Brasileiro.

- São observações que nós fizemos no segundo tempo. É importante termos um elenco, não um time. O Fabinho faz parte, o Marquinhos Paraná, o Elicarlos, o Pedro Ken, o Robert. São todos jogadores importantes, e a gente conta com todos eles.

Cuca preferiu não comandar o treinamento que estava marcado para este domingo, na Toca da Raposa II. Segundo o treinador, a equipe vem de uma forte sequência de treinos e merece um pouco de descanso.

veja também