MENU

Pressionado por vitória, Uruguai pega o líder Chile com mudanças

Pressionado por vitória, Uruguai pega o líder Chile com mudanças

Atualizado: Sexta-feira, 8 Julho de 2011 as 9:51

Fernando Muslera sabe que só a vitória interessa

(Foto: João Paulo Garschagen / Globoesporte.com)

  Apontada como uma das favoritas ao título da Copa América em função da boa campanha no Mundial da África do Sul, a seleção do Uruguai deixou a desejar na estreia, contra o Peru. O empate por 1 a 1, somada à vitória do Chile sobre o México, impuseram à equipe Celeste a obrigação de vencer os chilenos em partida que acontece nesta sexta-feira, no estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza. O jogo, que tem transmissão ao vivo do GLOBOESPORTE.COM e do Sportv , começa às 19h15.

Após a estreia os uruguaios evitaram lamentar o empate e garantiram que era mais importante comemorar o ponto somado contra o Peru do que lamentar a vitória não conquistada. Mas nos últimos dias, tanto os jogadores quanto o técnico Oscar Tabárez mudaram o discurso.

- Para nós o mais importante é ganhar para começarmos a somar pontos. Para sermos campeões vamos ter que ganhar qualquer adversário que vier – afirmou o atacante Cavani, que novamente formará o badalado trio ofensivo ao lado de Forlán e Luis Suárez.

- Temos que somar os três pontos para ficarmos com a taça. Para isso temos que vencer todos os jogos daqui para a frente – completou o goleiro Fernando Muslera, nascido na Argentina, mas criado no Uruguai .

E como em time que não ganha se mexe, o 'Maestro' Oscar Tabárez tratou de mudar duas peças. No meio campo, nas busca por mais agressividade, o treinador sacou Lodeiro e optou por colocar Álvaro Pereira. A outra mudança foi inesperada: o cruzeirense Victorino perdeu o lugar para Sebastián Coates em uma substituição que, segundo Tabárez, se justifica pelas diferentes formas como cada adversário joga.

Alexis Sánchez deve ser recuado para o meio-campo (Foto: AP)

  No líder Chile, a única alteração que deve acontecer em relação ao time que venceu o México, de virada, será por ordem médica. Embora a comissão técnica aguarde a evolução sofrida pelo meia Matías Fernández na estreia, o mais provável é que o jogador do Sporting Lisboa seja descartado, apesar da declaração do técnico Claudio Borghi.

- Não temos como confirmar a participação de Matías nem de Valdívia. Eles não estão confirmados nem descartados - disse.

Valdívia seria o substituto natural de Matías Fernandez, mas como fez na véspera do jogo o primeiro treino desde o início da preparação chilena, é provável que o meia palmeirense fique no banco. Com isso o ex-rubro-negro Borghi deve recuar o atacante Alexis Sánchez para jogar como meia ofensivo, promovendo a entrada de Paredes no ataque ao lado de Suazo.

O treinador chileno está tomando todas as precauções por considerar o adversário desta sexta-feira, uma das equipes mais fortes da Copa América.

  - Quando alguém acha que o futebol uruguaio está morto, eles renascem. Vamos jogar contra um dos candidatos ao título. Mas o esquema do Chile será o mesmo e veremos aguardar notícias dos médicos sobre os jogadores lesionados – destacou o treinador.

Uruguai

Muslera; Maximiliano Pereira, Lugano, Coates e Cáceres; Diego Pérez, Arévalo Ríos e Álvaro. Pereira; Forlán, Suárez e Cavani

Chile

Claudio Bravo; Contreras, Ponce e Jara; Isla, Medel, Vidal, Alexis Sánchez e Beausejour; Paredes e Suazo.            

veja também