MENU

Primeira obra olímpica para 2016, Parque dos Atletas é inaugurado

Primeira obra olímpica para 2016, Parque dos Atletas é inaugurado

Atualizado: Domingo, 7 Agosto de 2011 as 9:42

O primeiro sábado de agosto de 2011 foi marcado com uma inauguração que só seria feita quatro anos mais tarde, nas vésperas dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. A primeira instalação olímpica da cidade, porém, foi entregue com pontualidade muito maior do que a britânica. Em uma manhã de sol e calor, a capital fluminense apresentou ao Comitê Organizador dos Jogos o Parque dos Atletas, um espaço de 123 mil m² com área verde e quadras esportivas que servirá como local de convivência e lazer para os atletas das delegações do mundo inteiro durante a competição.

Antes e depois das Olimpíadas, o empreeendimento, que fica em frente à Vila Olímpica, às margens da lagoa de Jacarepaguá, bairro da zona oeste do Rio, vai funcionar como um polo cultural para os cariocas. O primeiro evento a ocorrer no Parque será o Rock in Rio, em setembro e outubro deste ano.

FOTOS: Primeira obra olímpica para 2016, Parque dos Atletas é inaugurado no Rio

Apresentação na inauguração do Parque dos Atletas para Rio 2016 (Foto: Débora Vives / Globoesporte.com)

A manhã foi de muito "ensaio pré-olímpico" no Parque. Em meio a clínicas de fundamento esportivo, crianças e adolescentes de Vilas Olímpicas de comunidades carentes do Rio - como a do Complexo do Alemão - e participantes de projetos da Prefeitura ao incentivo à pratica do esporte, deram um show no espaço montado para o evento de inauguração. Os futuros atletas fizeram apresentações de tênis, basquete, vôlei, ginástica artística, judô e taekwondo. A presença de Natália Falavigna (primeira medalhista olímpica do Brasil no taekwondo) e do judoca João Gabriel Schlittler deixaram o clima mais competitivo entre os jovens. saiba mais A 5 anos dos Jogos, Rio faz balanço

e cria Empresa Olímpica Municipal

Falavigna, que se disse recuperada e já voltou a treinar depois de passar por uma cirurgia no joelho direito, realizada em fevereiro, estava animada com a interação com os novos atletas. Além disso, a paranaense, que mora no Rio há um ano e meio, mostrou empolgação com as transformações na cidade maravilhosa devido aos Jogos.

- Acho legal que a cidade respire os Jogos Olímpicos antes mesmo de serem realizados. Que as melhorias já venham, e que não venham só depois de 2016. Acho legal que cinco anos antes dos Jogos as obras já sejam inauguradas. Daqui para frente, tomara que mais obras sejam inauguradas e que a população do Rio e do Brasil tenham esses benefícios - disse a lutadora.

Falavigna acompanha apresentação do taekwondo

(Foto: Débora Vives / Globoesporte.com)

Já João Gabriel, que disputa vaga para Londres-2012, ressalta a importância de existir um espaço como este, destinado aos atletas. Ele acredita que a estrutura vá ser bem utilizada na cidade em função de haver uma cultura esportiva muito forte no país.

- É bom buscarem esse conhecimento, esses detalhes para beneficiar os atletas. Isso faz a diferença para os competidores que vivem o dia a dia da competição...  Vai ser diferente de outros países, como na Rússia, por exemplo, que não cuidou da manutenção do Parque. Isso aqui vai ser bem aproveitado - afirmou o atleta carioca.

O judoca só lamenta não poder inaugurar o Parque já no Rock in Rio.

- Poxa, queria vir, mas não consegui ingresso. Queria vir no dia do Metallica - revelou João Gabriel.

Veja o depoimento de algumas autoridades presentes na inauguração do Parque dos Atletas

- A ideia é que seja um lugar aberto às pessoas, seja um parque que elas possam frequentar. Os desafios são enormes. Esse é o pontapé inicial. O principal das Olimpíadas é o que ela vai deixar para nossa cidade. Isso é que é importante as pessoas perceberem, que ela vai trasnformar a vida das pessoas para melhor. Vamos entregar as melhores Olimpíadas já realizadas na história. - Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro.

- Fico feliz pela obra, principalmente pelo benefício que vai trazer aos atletas, que vai facilitar a vida deles em termos de participação nos Jogos, e pelo legado ao Rio de Janeiro, já que aqui será um centro de grandes eventos - Carlos Arthur Nuzman, presidente do Rio-2016 e do COB.

Prefeito (dir.), ministros (esq.) e presidente do Rio-2016 (Foto: Débora Vives / Globoesporte.com)    

veja também